HOWTO - Ubuntu, Xgl e Compiz = Coisas divertidas na sua tela

01 08 2006
Bom, primeiro uns links para chamarem a atenção: O Xgl é uma modificação do servidor de interface gráfica X do Linux, que aproveita recursos das placas de vídeo modernas. Sim, porque muita gente compra umas placas animais, com aceleração 3D e um monte de memória de vídeo, mas não usa nem um pequeno pedaço desse porder de processamento, a não ser quando está jogando jogos 3D. Mas de que adianta usar sua placa de vídeo? Aí que entra o Compiz. Ele fica no lugar do Metacity, que é o "gerenciador de bordas de janelas", que na verdade permite que você mova as janelas, arraste elas, minimize, maximize, etc. E qual a diferença entre os dois? Se você já viu os filminhos dos links acima, você já tem uma boa idéia: ele permite que suas janelas fiquem "elásticas", que suas áreas de trabalho sejam colocadas em cima de um cubo, que chova na sua áreas de trabalho (sim!). Então vamos por a mão na massa: Esses passos foram o que eu usei no meu Ubuntu 6.06 (Dapper), usando o Gnome e placa de vídeo da Nvidia. Para que o Xgl funcione, você precisa ter seus drivers de vídeo compatíveis (ATI ou Nvidia), corretamente instalados e rodando. Não se esqueça que o Xgl e o Compiz são EXPERIMENTAIS e portanto podem travar, quebrar, destruir, matar, sangue, SANGUE, etc. Tenha cuidado ao seguir os passos, sempre faça backup e etc. Isso dito, tudo deve correr bem (as vezes suas jan Primeiro, corra para o Synaptic, ou para o seu editor de texto favorito e adicione os seguintes novos repositórios (se você não sabe fazer isto, leia um dos seguintes artigos: 1, 2):
bin http://www.beerorkid.com/compiz/ dapper main bin http://xgl.compiz.info/ dapper main
Certifique-se de que os repositórios Universe e Multiverse estão ativos também (você pode precisar deles para alguma dependência). Agora instale os seguintes pacotes:
xserver-xgl (o servidor X turbinado) compiz-gnome (o gerenciador de janelas) gset-compiz (um programinha para acertar as configurações do seu compiz)
Tudo Ok? Então vamos fazer um teste rápido para ver se as coisas estão funcionando, para dar uma configurada inicial e para impressionar seus pais (os amigos só quando estiver tudo pronto mesmo). O que faremos é "enganar" o sistema para ele usar o Xgl em vez do X vamos rodar o Compiz depois disto (é uma solução um pouco gambiarra na minha opinião, depois temos uma solução mais bonitinha). Tirei estes passos do blog Ubuntu News.
sudo mv /etc/X11/X /etc/X11/old-X sudo ln -sf /usr/bin/Xgl /etc/X11/X
Agora reinicie o seu Gdm (seus programas serão fechados, então não se esqueça de anotar o endereço deste artigo, ou imprimí-lo)
sudo /etc/init.d/gdm restart
Faça o login normalmente e tente iniciar o Compiz:
compiz --replace gconf decoration wobbly fade minimize cube rotate zoom scale move resize place switcher
Você vai saber que funcionou, principalmente se tentar arrastar uma janela! : ) Para fazer outras coisas legais, aí vão uns comandos.
  • Alt+Tab = Mudar de janela
  • F12 = liga e desliga exibição de todas as janelas
  • Ctrl+Alt+Dir/Esq = Mudar de desktop no cubo
  • Ctrl+Shift+Alt+Dir/Esq = Mudar de desktop no cubo levando a janela ativa
  • Ctrl+Alt+Left-Click (no wallpaper)+Drag = Girar o cubo de desktop
  • Win-Key+Right-Click = Aumenta Zoom total
  • Win-Key+Wheel = Aumenta e Diminui Zoom gradualmente
  • Alt+Left-Click = Mover janela
  • Ctrl+(mover janela) = Faz janela grudar nas bordas ao mover
"Fazendo a coisa direito" Primeiro vamos criar um script para ativar e desativar o Compiz. Como ele é experimental, ele pode travar ou matar as suas janelas quando você mexe em plugins. Então é sempre bom ter uma forma rápida de voltar ao Metacity para poder controlar de novo suas janelas. Para este pedaço, usei infos do wiki Ubuntu PT (por sinal, é um muito bom guia, e tem outros métodos de fazer funcionar o Xgl/Compiz). Crie um arquivo chamado toggle-compiz.sh com o seguinte código:
#!/bin/bash #autor: Pedro F. Angelini - http://pedro.imaginarie.com.br/wordpress #baseado em: http://www.formatds.org/ubuntu/index.php?title=Xgl&oldid=1610#M.C3.A9todo_2._Alternando if ps -Af | grep -i -e "Xgl" > /dev/null; then killall gnome-window-decorator if ps -Af | grep -e "compiz.real" > /dev/null; then echo "Shutting Compiz Off" metacity --replace &
else echo "Turning Compiz On"
gnome-window-decorator & compiz --replace gconf &
fi else
echo "Xgl is not running... killing gnome-window-decorator and opening metacity" killall gnome-window-decorator metacity --replace &
fi Coloque o arquivo em alguma pasta onde seja prático executá-lo e torne-o executável (eu coloquei o meu na /usr/local/bin)
chmod a+x toggle-compiz.sh
Agora eu recomendo que você brinque um pouco com o gset-compiz, que está no seu Menu Principal > Acessórios > Gset-Compiz. Ative e desative os plugins e veja o que eles fazem. Deixe no final uma configuração funcionando para você poder testar os próximos passos. Se algo não funcionar, ou quebrar o seu Compiz, desative-o usando o script, volte para as configurações que funcionavam e reative-o novamente. Eu criei um botão no meu painel do Gnome para facilitar essas coisas. Criar uma seção para rodar o Xgl As fontes para esta seção são a 3 e 4 e contém informações sobre como fazer a mesma coisa que estamos fazendo aqui funcionar no KDE. Primeiro, vamos criar nosso script de inicialização do Xgl e deixá-lo executável:
touch /usr/bin/xgl-gnome.sh sudo chmod 755 /usr/bin/xgl-gnome.sh sudo gedit /usr/bin/xgl-gnome.sh
Agora copie o seguinte código no arquivo xgl-gnome.sh:
#!/bin/bash Xgl -fullscreen :1 -ac -accel glx:pbuffer -accel xv:fbo & sleep 2 && DISPLAY=:1 gnome-session
Novo arquivo:
touch /usr/share/xsessions/xgl.desktop sudo chmod 755 /usr/share/xsessions/xgl.desktop sudo gedit /usr/share/xsessions/xgl.desktop
E também copie no arquivo o seguinte código:
[Desktop Entry] Encoding=UTF-8 Name=Xgl-Gnome Comment=Start a cool Xgl Gnome Session Exec=/usr/bin/xgl-gnome.sh Icon= Type=Application
Agora quando você fizer logoff, na tela de logon você vai poder escolher um novo tipo de seção, a Xgl-Gnome! Enjoy. Agora duas soluções para problemas que podem acontecer: Ah!! minhas janelas estão sem bordas e não consigo clicar no que está em baixo! Ops, seu Compiz deu algum tipo de pau... o negócio é ativar um console (Ctrl+Alt+F1 por exemplo) e rodar o seguinte comando para substituir o Compiz pelo Metacity:
metacity --display=:1 --replace &
Você pode fazer isto a partir de um terminal no modo gráfico também, mas as vezes o seu terminal fica em baixo de outro, e sem gerenciador de janelas fica meio difícil você poder ver o que está fazendo, então apelar para o velho modo texto não é má idéia. Ativei um plugin e o Compiz parou de funcionar direito! Bom, isso acontece mesmo. O Compiz ainda é experimental, lembra? Então o negócio é usar o script de toggle para ativar o Metacity, desativar o plugin usando o gset-compiz e ativar o Compiz de novo. Referências: 1) Guia Dapper - Repositórios (via editar arquivo sources.list) 2) WineHQ - Download Deb (esta página ensina a adicionar repositórios via interface gráfica bonitinha, é só trocar o endereço do repositório)


Page delivered in 0.231103 seconds, 89 files included