De Mudança

25 03 2007
O Compilação está de mudança! Hoje, eu e o Julio (fiel escudeiro nas horas vagas, irmão e co-autor esquecido deste blog) criamos o domínio angelini.blog.br. Nele vai ficar o Compilação, com o endereço http://pedro.angelini.blog.br. Legal, não? Logo que ele estiver lá, vai existir um redirecionamento aqui para o novo endereço e tudo vai continuar como antigamente, espero.

Positivamente Negativos

25 03 2007
Nossa, eu dificilmente escreve reviews de programas aqui no Compilação, pois dificilmente os compro (para bom entendedor meia palavra basta). Mas esse me impressionou: Photoshop Lightroom. Eu escrevi num dos últimos Posts que estava tendo problemas nos meus scans de negativos, que demoravam muito. Agora parece que os resolvi. Primeiro, duas coisas demoram muito quando você escaneia negativos. Para você ter uma imagem final de 10 x 15 cm a 600 dpi (ou seja, uns 240 pontos por cm linear), eu preciso escanear os negativos a mais ou menos 1800 dpi, pois eles medem aproximadamente 3 x 5 cm. Meu scanner sabe disso e faz as contas para mim, mas eu não sabia que ele era tão esperto (sim, eu é que sou uma besta) e mandei ele escanear tudo a 1200 dpi, e ele, prestativo como sempre, escaneou tudo em 3600 dpi, o que levou horas. Outra coisa: o software da HP não é lá essas coisas para tratar das fotos, então escaneei tudo em cores, e passei para p&b no photoshop normal. Só que esse programa, além de ser muito bom, é bastante genérico, então ele pode fazer tudo o que você precisa, mas você tem que descobrir como, e as coisas nunca estão muito à mão. Resultado: mais algumas horas melhorando as fotos e corrigindo minhas inabilidades fotográficas. Por isso não passei muitas das fotos para o Flickr. Elas simplesmente não estavam prontas. Foi aí que o Lightroom entrou e mudou minha vida : ) Ele tem as features necessárias para quem quer acertar fotos de um jeito simples, e todas à mão. Sem contar que tem um visual legal e não é pesado como o irmão maior (Photoshop CS que eu estava usando). Recomendado fortemente. Ficam as fotos da nova safra. Estou pensando até em revisitar a antiga safra e ver o que pode ser melhorado.

Woody and Woody

23 03 2007
Acabei de assistir um filme que gosto muito, do famoso Woody Allen. As pessoas me perguntam se eu gosto dele, e eu sempre respondo que não sei. Bom, continuo não sabendo, primeiro porque não conheço quase nada do trabalho dele (descobri hoje que esse filme que eu gosto é dele, por exemplo). O filme que acabo de ver se chama Melinda and Melinda, e trata (falando por cima) de amigos conversando num tal de Bistro Café - Bar, sobre se tragédias ou comédias representam melhor a vida. Para tanto, dois personagens, escritores aparentemente, inventam duas histórias a partir de um mesmo começo: Melinda aparece do nada em um jantar que um casal está dando. Bom, não vou contar as histórias do filme, só que uma delas é uma comédia, no sentido clássico da palavra, ou seja, uma história que acaba bem, e outra é uma tragédia, um história que acaba mal. Como eu disse, gosto bastante deste filme, e, não preciso dizer, "o cara manja". Mas uma coisa me deixou curioso: por que o Woody não termina a tragédia dele do jeito clássico. Ok, não estou dizendo que as duas histórias tem a estrutura das histórias gregas, mas a comédia é uma boa "modernização" do tema... Será que o sr. Allen não acha que nós, habitantes do século XXI não temos estômago para a morte da heroína no final da história, ou será que ele considera que o castigo que ele impõe aos personagens é ruim o suficiente? Argumentos pró primeira tese: ele carrega a tragédia levando a uma conclusão inevitável, mas a evita com um gancho que me pareceu meio forçado. Argumento pró antítese: a morte da heroína iria, a longo prazo, resolver os problemas dos outros personagens. Nada como exercitar argumentação em horários impróprios. Photo of Melinda and Melinda,  Ah! E mais uma coisa: porque em filmes os franceses são sempre melancólicos?

Choque de realidade

21 03 2007
Acho que estou seguro ao dizer que meu ano de trabalho realmente começou ontem. Passei pelos primeiros estresses relacionados a responsabilidades. Hoje foi uma correria comparável às do fim do ano passado, com troca de horário de estágio, atraso de reunião, atraso para chegar no estágio, trânsito, sem almoço, furando com a namorada, e chegando depois das 22h em casa. Meu objetivo este ano era me livrar de responsabilidades que eu não estava conseguindo tornar produtivas. Acho que estou fazendo um bom trabalho nesse sentido, mas ainda tenho um caminho para andar. Semana que vem é semana de provas, e eu tenho vários trabalhos para tocar, e várias coisas marcadas para fazer com os amigos, sem contar compensar pela baixa produtividade das últimas semanas no trabalho. Ando distraído e sem pique, estou até pensando em antecipar o check-up médico que eu tinha marcado para o meio do ano. Mas na verdade acho que estou reclamando de barriga cheia. O fato é que eu gosto dessa vida corrida. Não como estava no final do ano passado, mas, se o ano continuar desse jeito (dois meses tranqüilos para cada mês corrido), eu não terei motivo para me queixar. Paulista by night Foto por Ni!

Displiscência

19 03 2007

Tenho sido um pouco displicenteaqui com este blog... Mas não se preocupem, meus caros e escassosleitores, eu estou tocando os projetos e não estou trabalhando demaiscomo no ano passado. É vagabundice mesmo.

Escaneei os negativos, e amaioria ficou mediocre (de médio). Algumas poucas ficaram legais, e cáestão. Descobri algumas coisas com este trabalho: i) você deve escanearnegativos P&B à cores (vão ficar avermelhados), e depois mexerneles para ficarem monocromáticos; e ii) eu sou muito exigente com tonsde preto e branco e demoro muito tempo se começar a mexer nas fotos. Eelas nem sequer ficam melhores.

Bom, aqui vão os resultados maismostráveis. No flickr tem também algumas fotos das viagens a Peruíbe ea Curitiba, que ficaram bem legais (principalmente com a minha modelofotográfica sendo pega de surpresa).

Blogged with Flock


Digitalizando Negativos

03 03 2007
Parece fácil quando se fala, não? Pois não é... Agora eu vejo porque o Leo enrola tanto para digitalizar os dele : ) O fato é que tem muitas opções para você mexer, e por enquanto estou aprendendo, sem falar que depois que você setou tudo, e finalmente mandou o scanner trabalhar, ele ainda demora um tempão por foto. Estou no meu primeiro pedaço de filme, e com certeza vou ficar mais rápido a partir de agora, mas faz mais de meia hora que estou nessas 4 fotinhos, e ainda não acabei... e no total são 36... Bom, espero que valham a pena.


Page delivered in 0.270223 seconds, 89 files included