Dia 4 - último em Nova York

13 04 2006
[eua2006]

Quarto dia nos EUA. Terça-feira em New York, e é dia de visitar o Museu de História Natural. Pegamos o Metrô e fomos.

Museu de História Natural

Bom, é nessas horas que você vê diferenças. O museu é imenso. Subimos ao quarto andar e fomos descendo. Primeiro vimos uma coleção de fósseis, todos com explicações, várias telas com filminhos dando informações sobre a teoria da Evolução, etc. Muito legal, e feito pra impressionar crianças e adultos. Descendo você passa por exposições sobre biodiversidade marítma e terrestre, por coleções de animais empalhados, e por exposições de peças que retratam culturas do mundo inteiro. Depois ainda tem uma área reservada à geologia, e uma área enorme reservada à astronomia.

Prédios, bairros e luzes

Depois do museu, fomos andandando até o Empire State Building. Ok, prédio muito grande. Mas nós não fizemos o passeio de subir nele, então não tenho muito o que dizer - é um prédio que não cabe em fotos.Pegamos um metrô e fomos até China Town.

China Town é o lugar onde se concentraram os chineses e depois outros orientais que vieram para os Estados Unidos. Quase toda cidade daqui tem uma. A de Nova York é, pra quem mora em São Paulo entender, uma mistura de 25 de Março com a Liberdade. Bagunça, camelôs, gente vendendo comida. É bem divertido, e um pouco assustador. Foge muito daquela sensação de segurança que se tem em outros bairros daqui.

Do lado de China Town, fica Little Italy, o bairro italiano. Esse já é um pouco mais arrumado, mas tem um monte de restaurantes que ocupam quase a calçada inteira, e também tem ruas apertadas como China Town.

Nossa próxima parada foi o Ground Zero, que é como eles chamam o lugar onde costumava ficar o Word Trade Center antes dos ataques de 11 de setembro.

Os americanos são muito sensíveis com relação aos mortos. Hoje aqui em Washington vimos isso também. Eles não gostam que lugares como monumentos, ou como no World Trade Center, lugares que lembram derrotas virem coisa de turista. Este lugar, e uns memoriais daqui de Washington são os únicos lugares que nós não vimos algum americano tirando lucro de alguma coisa.

Nossa última parada do dia, ou melhor, noite, foi na Times Square. Se Nova York é o centro do mundo, a Times Square é o Marco Zero. Um festival de propagandas iluminadas, telões de vídeo, lojas, e pessoas tirando fotos fazem o que seria uma poluição visual atacada por ambientalistas virar uma das maiores atrações turísticas do mundo! É muito legal, tem que estar lá para entender.

Pra quem gosta de tecnologia, um dos telões de lá tinha definição de imagem melhor que a de cinema: uma verdadeira tv de 15 metros de altura!

Ainda bem que não fomos embora sem ver a Times Square a noite.



Trackbacks


Nenhum Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como (Seqüencial | Discussão)
Nenhum cmentários

Adicionar Comentários


Enclosing asterisks marks text as bold (*word*), underscore are made via _word_.

To prevent automated Bots from commentspamming, please enter the string you see in the image below in the appropriate input box. Your comment will only be submitted if the strings match. Please ensure that your browser supports and accepts cookies, or your comment cannot be verified correctly.
CAPTCHA

BBCode format allowed
Standard emoticons like :-) and ;-) are converted to images.




Page delivered in 0.277886 seconds, 94 files included