TWPHBB 2 - A discussão

19 07 2007

This Web Page Has Been Blocked

Não, eu não estava puto quando comecei a escrever o post. Sim, eu fui ficando enquanto escrevia por que parei para pensar no assunto. Gerou uma resposta de alto nível do meu grande amigo e sócio Vitor. Vou postá-la aqui para os leitores dos feeds que não vêem que ela existiu, e também vou colocar a minha contra-resposta.

Não se assustem com o tom da discussão, crianças, nós somos muito amigos e não vamos nos pegar de porrada na próxima vez que nos encontrarmos. Qualquer um que nos conhece sabe que qualquer discussão menos acalorada que um bate boca beirando a insultos não nos interessa o suficiente para escrevermos tanto :-)

pillowfight_pillowdance

Por último, para quem tiver paciência de ler tudo isso e para quem não tiver também, convido os leitores a participar da discussão: "Recursos de Informática do Local de Trabalho - Controle deve ser feito pela TI ou não?"

Resposta do Vitor (original aqui):

Pedro, sinceramente esperava uma análise mais racional de você. "Pisaram no seu calo" mesmo, porque no próprio texto você diz coisas que não fazem muito sentido:

"É verdade, pela política da empresa, nós só podemos usar o computador para fins diretamente relacionados ao trabalho. Seguindo esta lógica, pelo simples fato de eu ter aberto o notepad para escrever este post, também estou quebrando a "política de TI vigente"."

EXATAMENTE! Escrever posts no notepad para o seu Blog significa ser pago pela Itautec (e usar recursos dela) para escrever um BLOG!? Acho que a Itautec realmente não tinha isso em mente quando te contratou.

"dizer para um cara da engenharia que ele não pode usar a chave de fenda da Itautec para abrir seu próprio relógio para trocar a bateria"

E ELE NÃO PODE MESMO! não em horário comercial, pelo menos. O cara não é pago pra consertar o relógio de pulso dele.

"Basta pensar que, deixando ele (o Flickr) acessível, menos pessoas vão ter que mandar as fotos que querem mostrar para os seus colegas pelo e-mail corporativo, diminuindo assim a carga do servidor de e-mails"

Que fotos são essas? Na boa, as fotos que circulam na GE pelo servidor de email e que TEM A VER COM TRABALHO não são tão pesadas assim. Agora me diz, pensando no quanto vc navegou no Flickr "a trabalho" e quanto vc navegou "por diversão" se não vale a pena o quanto eles aumentaram o tráfego no servidor de email vs. o quanto eles diminuiram no proxy, switches, rede local?

Quantos funcionários deixaram de usar o Flickr para fins profissionais, como faz-se supor que utilizavam anteriormente?

Achei válido o que vc falou sobre "proibir conversas particulares no ambiente de trabalho". Realmente seria absurdo pois as pessoas precisam descontrair, comunicar, criar vínculos de amizade além dos profissionais. Mas isso é bem diferente de ter que suportar 70% do quadro de funcionários gastando que seja 10% do seu tempo em e-mails particulares, vendo fotos, youtube, etc...

Abraços,
Vitor

PS: Tbm não gosto de não poder acessar Gmail no trabalho, mas acho que a proibição é perfeitamente justificável.

Leia minha contra-resposta na versão completa do artigo (só para não ficar lotando a primeira página)

foto de luta de travesseiros por wvs

Minha Contra-Resposta (original aqui):

Vitor, sei que você trabalha com isso, então pode ter se sentido um pouco alvo da minha crítica, mas acho que o fato de você discordar dos meus argumentos não os torna irracionais.

Sou um cara bastante concentrado quando estou trabalhando, e estou cercado de pessoas competentes, que cumprem suas tarefas devidamente. Algumas vezes você topa no trabalho com um cara que você vê que passa seu dia bundando, ou entrando num Orkut, Flickr, etc. É por causa desse cara que estas políticas existem, e não por causa dos 70% que usam 10% do tempo para fins particulares.

Um local de trabalho não é uma masmorra, onde o funcionário deve estar 100% focado no que está fazendo. Quando uma empresa quer isto, coloca seus funcionários em cubículos sem vista uns para os outros, monitora chamadas externas, e repreende atividades sociais entre funcionários. Empresas assim existem, a Itautec, onde trabalho, não tem essa cultura (pelo contrário) e eu não conseguiria trabalhar num lugar assim.

Mas o fato discutido é se a política de bloquear sites é da alçada de um setor técnico como a TI (no caso da Itautec, Gerência de Segurança de Informação).

Ora, o próprio nome diz: Segurança de Informação. Qual risco corre a empresa em deixar seu funcionário usar um site como o Flickr? (Concordo, programas de e-mail trazem riscos, por isso não vou nem por o Gmail na discussão).

Aquele nosso amigo do começo do texto, o que bunda o dia inteiro deveria ser demitido, e no lugar dele deveria ser contratado um cara mais dedicado. Do mesmo jeito, deveria ser demitido o engenheiro que passou três dias tentando consertar seu relógio e deixou problemas nas mãos de colegas, mas não por estar usando as ferramentas da empresa, e sim pela atitude no trabalho.

Não cabe a pessoas com responsabilidades técnicas gerenciar comportamento dos funcionários das empresas. Eu nunca usei o Flickr para trabalho, e porém também nunca fui à máquina de café para aumentar minha produtividade na Itautec (Nescafé não passa meu sono, eu só tomo chá, e normalmente é porque acabei uma tarefa e quero dar uma passeada antes de começar a próxima). Isto, se influencia no meu trabalho, posso garantir que é positivamente, porque sem estas pausas eu não aguentaria um dia inteiro concentrado, e preciso estar concentrado pra fazer meu trabalho.

Outro ponto: verifico minha conta corrente quando estou no trabalho. Isto é errado? É particular, então eu estou contra as "Políticas de TI vigentes". Hora, também vejo o meu demonstrativo de pagamento (via web). E também mando e-mails para o RH. Todas essas coisas não fazem parte do meu trabalho, são coisas pessoais, de relacionamento meu com a empresa. Não estou produzindo quando faço isso. Pela política de TI, eu deveria ser sancionado.

Sem mais delongas, meu argumento é: TI deve cuidar de Aspectos Técnicos, não comportamentais.

E, contra-argumentado, quando a Itautec me contratou, ela contratou uma pessoa, com hobbies (não perguntaram os seus na sua entrevista?), que não só trabalha, mas também contribui para um ambiente de trabalho agradável. No meu caso, essa pessoa veio num pacote que inclui um cara bastante quieto e concentrado no trabalho, porém que escreve num blog. Nunca deixei de executar uma tarefa para escrever aqui, e boa parte do que eu estou sendo pago é para estar disponível para a empresa durante as horas combinadas. Estar disponível não significa estar vigiando o telefone (e, sim, tenho resumos de cada assunto no qual eu trabalho para caso alguém ligue de surpresa eu não ter que ficar caçando informação - minha memória é uma merda, por isso sou organizado).

Defined tags for this entry: , , , , ,


Trackbacks


Nenhum Trackbacks

Comentários

Exibir comentários como (Seqüencial | Discussão)
21 07 2007
#1 Edison Siqueira (Responder)

Se eu nao conhecesse o Pedro e um pouco do Vitor, ou melhor se nao conhecesse como eles discutem as coisas eu ficaria preocupado. Mas sei que a proxima vez que eles se verem eles nao vao brigar (se brigarem sera com travesseiros). Minha opiniao sobre o caso, concordo com muito do que foi dito por ambos, mas em suma: TI tem que cuidar de aspectos tecnicos.

Ja trabalhei em algumas empresas e posso dizer que vi comportamentos diferentes em tudo isso (embora na grande maioria delas a TI cuide de "aspectos comportamentais" [como colocado pelo Pedro] tb.). Concordo com a politica de bloquear sites e servicos que atrapalhem o desempenho no trabalho e/ou signifiquem um risco a informacoes confidenciais. Cito um exemplo, trabalhava na Chemtech (Siemens) ano passado e quem conhece sabe que a especialidade deles eh software e, consequentemente, a seguranca . Trabalhar com concorrencias em projetos e licitacoes te obrigada a ser ainda mais cuidadoso com os riscos provindos da internet e a exposicao de suas informacoes "confidenciais". A Chemtech teve de proibir o acesso ao Youtube nao pq eles achavam que o site demonstrava risco as informacoes mas pelo fato que grande parte da banda ficava ocupada pois algumas pessoas ficavam baixando videos o tempo todo. Eh um problema comportamental? Claro. Resolver o problema significa conversar com o empregado e em certos casos cancelar o acesso sim. Hoje estou trabalhando na Inglaterra e o que acontece aqui? Tudo eh liberado, tudo! Porem a empresa tem suas regras internas, nao recomendado uso de softwares peer-to-peer, nao recomendado aceso a certos sites, etc. A empresa eh uma das poucas que detem a tecnologia de fibras oticas em downhole aplications no mundo, eh lider mundial... isso nao significa que eles deveriam se preocupar mais com a seguranca da informacao? Eles se preocupam, porem a TI cuida de aspectos tecnicos, os aspectos comportamentais sao assuntos para o Personel da empresa, ha tres niveis de "conversa" quando um funcionario tem um comportamento errado (que pode ir desde nao estacionar o carro corretamente de acordo com a "park reverse police" ateh softwares que vc pode usar ou nao)... A primeira seria uma conversa, a segunda um aviso e o terceiro o desligamento.

A questao comportamental desde que enfatizada pode funcionar muito bem.

Ps.: Eu acesso meu gmail, meu blog ou whatever quando preciso, isso nao diminiu a qualidade do meu trabalho.
23 07 2007
#2 Jonny (Responder)

Eu trabalho como gerente de TI em uma empresa, e tinha a seguinte opinião: Por mim, eu deixaria tudo liberado, já que cada funcionário tem que ter a responsabilidade do trabalho que está fazendo. O que deve ser cobrado é trabalho. Se o cara acessa Orkut, Messenger, Flickr e outras coisa, mas vende R$500.000,00 por mês ou outra coisa do tipo (tem um desempenho acima da média), então é sinal que o trabalho está sendo bem feito. Não existe essa coisa de "mas se bloqueasse tudo ele conseguiria vender muito mais".

Se ele tem um desempenho abaixo da média e gasta boa parte do seu tempo acessando coisas nada a ver com o trabalho, ele será dispensado não por acessar os site, mas sim porque ele não sabe desenvolver o trabalho dele.

só que...

Infelizmente eu utilizei desse pensamento no primeiro ano, e a coisa começou a desandar. No final das contas tive que simplesmente bloquear tudo (até o site do UOL), logar todos os acessos e outras politicas de bloqueio). Não adiantou passar circulares avisando da boa utilização da internet e coisas do tipo. A menina da recepção passava o dia todo fazendo montagens no paint para colocar a foto no orkut no final do dia. Isso não atrapalhava em nada seu desempenho de abrir a porta e atender o telefone, mas causava um bafafá entre os outros funcionários

Infelizmente a corda arrebentou para todos... por causa de umas 6 pessoas o prédio todo ficou sem web. E eu fique visto como carrasco :-(
29 07 2007
#3 Vitor (Responder)

Descobri umas coisas muito interessantes sobre TI na GE.

1- Eles dizem, com todas as letras, que você PODE utilizar o PC e a Conexão da GE para fins pessoais desde que isso não atrapalhe o seu trabalho. Interessante né!

2- Eles bloqueiam sites que a) oferecem risco a segurança, b) tem conteúdo inapropriado (pornô, violento, etc... escolhidos por uma agência fora da GE) e c) que ocupam muita banda. Atualmente Youtube e Flickr são permitidos, mas acredito que se os caras começarem a ver mta banda sendo ocupada por esses sites eles acabem bloqueando-os. Talvez seja esse o caso na Itautec.

Abs,
Vitor
29 07 2007
#4 Pedro (Responder)

Então... é sobre isto que eu estou falando. O 1º ponto do VItor é essencial. Não é assim onde trabalho, na minha opinião a nossa política de TI é paternalista e atrasada. A de vocês parece melhor. Concordo plenamente com o 2º ponto: o pessoal de TI deve cuidar da banda gasta pelos usuários, mas a justificativa deve existir. Afinal, existe um motivo além do aleatório: "eles não precisam desse site pra trabalhar".

Sobre o problema mais "social" que o Jonny aponta, acho que este é essencialmente o problema: cabe a um chefe (não de TI, mas do funcionário propriamente dito) resolver o problema, e não ao administrador do sistema ser o cara que corta os privilégios dos outros. Voltando à mesma imagem, é como se se descobrisse que um dos funcionários passa tempo demais na copa, e para evitar isso, se fizesse a copeira bloquear a máquina de café!

Como relata o Edison, é possível sim ter o acesso desbloqueado para todos. O problema é que a cultura de trabalho aqui neste país é, primeiro, pouco séria - as pessoas são menos sérias que deveriam no ambiente de trabalho, com as vantagens e principalmente desvantagens que isto trás. A segunda é que os chefes, gerentes e etc. não tem o que é necessário para manter os empregados na linha. Também por causa da cultura instalada, um chefe não pode dar uma bronca, medida disciplinar ou demitir um empregado, sob pena de virar o carrasco da empresa. A cultura aqui é sempre de não bater de frente... "deixa que o cara da TI bloqueia, assim eu não fico com a fama de chato..."

Adicionar Comentários


Enclosing asterisks marks text as bold (*word*), underscore are made via _word_.

To prevent automated Bots from commentspamming, please enter the string you see in the image below in the appropriate input box. Your comment will only be submitted if the strings match. Please ensure that your browser supports and accepts cookies, or your comment cannot be verified correctly.
CAPTCHA

BBCode format allowed
Standard emoticons like :-) and ;-) are converted to images.




Page delivered in 0.282217 seconds, 94 files included