"Varal" de fotos do meu quarto

24 06 2008

Na minha recente viagem a Manaus conheci a Gabi, com quem venho trocando uns e-mails sobre foto desde então. Ela me mandou uma foto de um Varal de Fotos que montou na casa dela, e pediu uma foto do meu. Eu não ia mandar, por que não estou muito feliz com ele ultimamente, mas dei uma fuçada no meu PC e achei o modelo POV que eu tinha usado para vizualizar como ia ficar antes de sair comprando o cabo e chapas. Fiquei tão surpreso com como ficou parecido, que resolvi tirar umas fotos e registrar como eu fiz o meu (incompleto) mural... vai que alguém aproveita as idéias!

Sendo educado, primeiro vou mostrar o varal da Gabi:

 

Agora, lado a lado, o mural hoje e o modelo que eu fiz a 4 anos atrás (para curiosos, o arquivo POV escrito a mão está aqui para renderizarem), para ver tamanhos das chapas. Notem que está faltando uma chapa comprida (clique nas fotos para ver comentários sobre o material):

Mural Modelo POV do Mural


Continuar lendo ""Varal" de fotos do meu quarto"


Manaus

27 05 2008

(este post foi escrito em Manaus, na sexta-feira passada por volta das 11 horas, horário local, mas só foi postado agora pois não tinha as fotos para ilustrá-lo)

Finalmente um pouco de tempo para escrever no Blog! Estou no aeroporto de Manaus, esperando meu vôo de volta para São Paulo (it's called mobility baby!). Foi uma viagem bastante proveitosa: fui mandado aqui para conhecer um fornecedor, consegui conhecer três, e ainda consegui um dia e meio para passear.

As pessoas não tinham me falado muito bem de Manaus. Todos diziam que é uma cidade feia, suja, mas acho que boa parte disso é por que as pessoas normalmente estão aqui a trabalho e não têm tempo de conhecer as partes para turistas. Não estou dizendo que a cidade seja um Rio de Janeiro em beleza, ou uma Curitiba em limpeza. Na verdade, em ambos os quesitos Manaus não ganha nem de São Paulo (o que não é muito lisonjeiro), mas se você procurar bem, assim como em São Paulo, vai encontrar muitos detalhes muito interessantes.

Peixes Frescos no Mercadão Improvisado

A passeio, o primeiro lugar que passei foi a região do Porto e Mercado Municipal (que infelizmente está em reformas). Como toda região central, é bem bagunçada, barulhenta e suja, mas tem ums prédios antigos bem interessantes. Depois d bater bastante perna e muitas fotos, subi até o Teatro Amazonas.

Teatro Amazonas

O Teatro merece um parágrafo à parte. Além de ser muito grande, suntuoso e bonito, é muito bem conservado e a visita guiada é muito explicativa. O Teatro é bastante alto, e foi construído no final do século XIX, no auge do ciclo da borracha em Manaus. Ele foi projetado para acolher as figuras ilustres da época, e apresentar as grandes obras, tanto de teatro como de música. Consegui, junto com uma recém conhecida fotógrafa paulistana, ingressos para a ópera da Noite. A peça era Maria Golovin, de Gian Carlo Menotti (famoso quem?), mas isso não importava muito, o legal foi estar naquele belíssimo teatro.

Encontro

No dia seguinte, fiz um passeio de agência turística chamado Encontro das Águas, pela Amazon Explorer. É um pouco caro, mas valeu bastante a pena. São 6 horas de passeio, incluindo ver o Encontro das Águas de barco (e uns botos-cor-de-rosa no caminho), depois ir ver vitórias régias, passeio de "canoa" com direito a visitar uma loja flutuante com animais silvestres (meio cruel na minha opinião). Depois ainda estava incluso um alomoço, com alguns peixes locais (tambaqui, pirarucu, etc...)

Preguiça

Finalmente, à noite, fui com outra recém conhecida amiga paulistana na Ponta Negra tomar um chopinho. É um lugar muito rico da cidade, que, quando o rio está baixo (não era o caso), tem uma praia. É sempre muito bom tomar um chopinho num calor como o que faz nessa cidade.

No fim das contas, acho que tive sorte, por que consegui conhecer bastante coisa (gastando um pouco mais que eu gostaria, infelizmente), e tirar muitas fotos, mas principalmente por que, nesses 3 dias que passei aqui, não choveu!

(PS: minha mãe sempre falou que a gente tem fases... agora estou em fase de fotos carregadas, alto contraste mesmo, e também de colocar adendos no que eu escrevo... vai entender)


Quick note

28 03 2008

Trabalho anda absorvendo um pouquinho minha atenção ultimamente. Só um pouquinho... saindo 20h30 da noite, indo dormir e acordando no dia seguinte já semissonhando/pensando no trabalho do dia seguinte. Mas isso quer dizer que as coisas estão indo bem. Vários projetos interessantes e desafiantes.

Tenho alguns temas de posts na fila, esperando um pouco de tempo para escrevê-los, entre eles um que também envolve o trabalho: Notebooks e sub-notebooks. Tenho também algumas fotos para retocar e colocar no Flickr. Tenho também meu novo PC para comprar (e explicar por aqui por que não estou comprando um notebook, nem um sub-notebook).

Em suma, tenho que conseguir um pouco de tempo para cuidar de coisas particulares.

Ah, e amanhã tem colação de grau. Quase que eu me esqueço de novo.

E só para não fazer um post sem nada de interessante ao possível leitor, aqui vai uma cena de terror para quem depende de transportes marítimos para seu trabalho:

Defined tags for this entry: , , , , ,

Filminhos do Youtube no Celular

06 08 2007

Não, não vou dar a dica de comprar um iPhone.

Vou repassar (sem testar, ainda) a dica do Vinicius: site http://vixy.net/ permite baixar filminhos do Youtube para AVI. Depois, basta pegar o Mobile Media Converter da Miksoft, disponível aqui (o site dda Miksoft está offline, então não vou por o link original).

Claro que passar o arquivo .3gm para o seu celular é problema seu (sugiro cabo USB, mas vale bluetooth, Infra-vermelho, Wi-Fi, por que não?).


UPDATE: derrr.. o serviço que o Vinicius indicou já baixa direto os .3gm! Bom, fica a dica do MMC para você pegar aquele seu Star Wars Episódio IV em que você gravou da fita cassete em AVI e passar para seu celular.

UPDATE 2: hmm... não consegui fazer funcionar o serviço do Vixy... que droga... Bom, eles dizem "Beta" no site... pela facilidade, vale a pena tentar novamente outro dia

Defined tags for this entry: , , ,

Cara, isso é muito legal

17 07 2007
Ta bom, é bem bobo, mas é legal. Sabe quando, depois de um tempo usando o Firefox você começa a clicar com o botão do meio nos ícones da barra de tarefas do Windows para fechá-los, e também pensa "pô... seria legal poder trocar essas duas janelas de lugar". Taskbar Shuffle é pra você. Tem até uma versão Standalone (não precisa instalar)!
Defined tags for this entry: , ,

Paranapiacaba

17 07 2007
"Olá pessoal,
Estou organizando mais um "evento alternativo". Dessa vez para pouca gente, apesar que vocês podem convidar quem quiserem. O evento é o 7º Festival de Inverno de Paranapiacaba. O festival em si acontecerá do dia 14 ao dia 29. Eu e a Dê vamos no dia 14, passar o dia inteiro na vila, assistir a alguns shows, passear, fotografar e quem sabe fazer um piquenique na hora do almoço.

Para quem não conhece, Paranapiacaba é uma antiga vila operária no alto da Serra do Mar, onde se fazia (e ainda faz) a mudança de trem das cargas que vão para o Porto de Santos, para trens que podem descer a Serra. É uma parte do município de Santo André, isolada, no meio das montanhas, construida pelos ingleses que implantaram a via férrea (com direito a casa de chá e tudo mais). Para chegar, o mais legal é pegar um trem da estação Brás (se não me engano) e fazer uma baldeação grátis no final da linha.

O passeio deve ser bem barato (basicamente o preço de duas passagens de trem metropolitano - 2 x R$ 2,30, e o que gastarmos lá) e a Vila é muito fotogênica, e no fim da tarde, nessa época do ano desce uma neblina que dá pra cortar com faca.

Acho que deu pra convencer, né? Repassem para as namoradas, e vamos passear no sábado!
Anexo está a programação de shows do festival. Estamos pensando em ver a Ithamara Koorax (cantora de jazz), o Tom Zé e/ou a Banda Mantiqueira (Big Band), mas provavelmente não dará para ver todos. A entrada para estes é a doação de um agasalho.

Abraços,

Pedro"

Este foi o convite para um passeio que fiz com a Dê e um casal de bons amigos, a Camila e o Doug. Tirei fotos com filme Tri-X (como no passeio pela Juréia no começo do ano) e ainda não revelei porque, não é qualquer lugar que revela, e depois de revelado ainda terei de passar boas horas no photoshop brincando com elas até estarem boas para postar.

Tenho algumas que tirei com a máquina digital da Dê, e vou escrever um post no deep assim que tiver mais coisa para mostrar. Fiquem de olho.

Chegando

(essa não é exatamente de Paranapiacaba, mas da estação na qual se desce - antes de pegar um ônibus - para chegar lá: Rio Grande da Serra)

Enquanto isso: mais algumas fotinhos da vila, que é muito legal

Vila de Paranapiacaba Bridge to heaven Wagon


fotos por Diego_3336 e Marcio Ruiz
Defined tags for this entry: , , , , ,

Amigos

14 11 2006
Nada como ter amigos, não? Pois bem, como eu acabo de demorar muito para escrever um email muito curto, e preciso escrever mais antes que eu exploda, vou, mais uma vez, dar uma de Joe Cocker, e recorrer aos amigos. Esses últimos dias tenho tido boas leituras nos blogs do pessoal, e ficam as recomendações: Jurandyr.blogspot.com - além de ter conseguido esse domínio com o nome dele, esse amigo inaugurou recentemente seu blog que definitivamente é "um bom matador de tempo". Destaques: Judiando de crianças e Rosa ou Verde? Tomando Chuva na Paulista - Blog do Leo, também conhecido como vizinho. Excepcional. Um recado para o autor: sim, li o último texto de novo depois da sua explicação dos últimos eventos, e sim, ele tem outro nível de sentido quando você sabe da história. Destaques: Vi e meu all-time favorito: Moça na Janela Idiosyncrásia - Blog pessoal do Vinicius. Este me deixa com um pouco mais de inveja a cada post. Ele está na Italia, e narrando tudo, e tirando fotos. Muito recomendado para quem gosta de viajar, gosta de Itália em geral, ou simplesmente, gosta de ler. Destaques: Recentes Fotos do Cemitério Milanês ("Em Italiano, 'morbido' significa macio" !) e Seqüencia do Risoto (II) George on Tech - George foi quem motivou este post, comentando que nossos "ranks" devem crescer mais rápido na internet se linkarmos uns para os outros (papo de politécnico que gosta de TI, não reparem). Ele tem toda razão, então eu aproveito para fazer mais links para o artigo mais visitado dele. Destaques: O Dito Cujo e Esse Recente filme de Terror Blogs que eu tenho que ler: Blog do Jonathan - recentemente incorporado às minhas feeds, será mais seguido a partir de agora. Já destaco a muito boa citação de "V for Vendetta". Blog do Professor Pait - ainda não li A Acadêmica Bertoleza e o Gigante Burocrator, mas logo o lerei e ecreverei algo aqui.

technorati tags:,

Blogged with Flock


HOWTO - Ubuntu, Xgl e Compiz = Coisas divertidas na sua tela

01 08 2006
Bom, primeiro uns links para chamarem a atenção: O Xgl é uma modificação do servidor de interface gráfica X do Linux, que aproveita recursos das placas de vídeo modernas. Sim, porque muita gente compra umas placas animais, com aceleração 3D e um monte de memória de vídeo, mas não usa nem um pequeno pedaço desse porder de processamento, a não ser quando está jogando jogos 3D. Mas de que adianta usar sua placa de vídeo? Aí que entra o Compiz. Ele fica no lugar do Metacity, que é o "gerenciador de bordas de janelas", que na verdade permite que você mova as janelas, arraste elas, minimize, maximize, etc. E qual a diferença entre os dois? Se você já viu os filminhos dos links acima, você já tem uma boa idéia: ele permite que suas janelas fiquem "elásticas", que suas áreas de trabalho sejam colocadas em cima de um cubo, que chova na sua áreas de trabalho (sim!). Então vamos por a mão na massa: Esses passos foram o que eu usei no meu Ubuntu 6.06 (Dapper), usando o Gnome e placa de vídeo da Nvidia. Para que o Xgl funcione, você precisa ter seus drivers de vídeo compatíveis (ATI ou Nvidia), corretamente instalados e rodando. Não se esqueça que o Xgl e o Compiz são EXPERIMENTAIS e portanto podem travar, quebrar, destruir, matar, sangue, SANGUE, etc. Tenha cuidado ao seguir os passos, sempre faça backup e etc. Isso dito, tudo deve correr bem (as vezes suas jan Primeiro, corra para o Synaptic, ou para o seu editor de texto favorito e adicione os seguintes novos repositórios (se você não sabe fazer isto, leia um dos seguintes artigos: 1, 2):
bin http://www.beerorkid.com/compiz/ dapper main bin http://xgl.compiz.info/ dapper main
Certifique-se de que os repositórios Universe e Multiverse estão ativos também (você pode precisar deles para alguma dependência). Agora instale os seguintes pacotes:
xserver-xgl (o servidor X turbinado) compiz-gnome (o gerenciador de janelas) gset-compiz (um programinha para acertar as configurações do seu compiz)
Tudo Ok? Então vamos fazer um teste rápido para ver se as coisas estão funcionando, para dar uma configurada inicial e para impressionar seus pais (os amigos só quando estiver tudo pronto mesmo). O que faremos é "enganar" o sistema para ele usar o Xgl em vez do X vamos rodar o Compiz depois disto (é uma solução um pouco gambiarra na minha opinião, depois temos uma solução mais bonitinha). Tirei estes passos do blog Ubuntu News.
sudo mv /etc/X11/X /etc/X11/old-X sudo ln -sf /usr/bin/Xgl /etc/X11/X
Agora reinicie o seu Gdm (seus programas serão fechados, então não se esqueça de anotar o endereço deste artigo, ou imprimí-lo)
sudo /etc/init.d/gdm restart
Faça o login normalmente e tente iniciar o Compiz:
compiz --replace gconf decoration wobbly fade minimize cube rotate zoom scale move resize place switcher
Você vai saber que funcionou, principalmente se tentar arrastar uma janela! : ) Para fazer outras coisas legais, aí vão uns comandos.
  • Alt+Tab = Mudar de janela
  • F12 = liga e desliga exibição de todas as janelas
  • Ctrl+Alt+Dir/Esq = Mudar de desktop no cubo
  • Ctrl+Shift+Alt+Dir/Esq = Mudar de desktop no cubo levando a janela ativa
  • Ctrl+Alt+Left-Click (no wallpaper)+Drag = Girar o cubo de desktop
  • Win-Key+Right-Click = Aumenta Zoom total
  • Win-Key+Wheel = Aumenta e Diminui Zoom gradualmente
  • Alt+Left-Click = Mover janela
  • Ctrl+(mover janela) = Faz janela grudar nas bordas ao mover
"Fazendo a coisa direito" Primeiro vamos criar um script para ativar e desativar o Compiz. Como ele é experimental, ele pode travar ou matar as suas janelas quando você mexe em plugins. Então é sempre bom ter uma forma rápida de voltar ao Metacity para poder controlar de novo suas janelas. Para este pedaço, usei infos do wiki Ubuntu PT (por sinal, é um muito bom guia, e tem outros métodos de fazer funcionar o Xgl/Compiz). Crie um arquivo chamado toggle-compiz.sh com o seguinte código:
#!/bin/bash #autor: Pedro F. Angelini - http://pedro.imaginarie.com.br/wordpress #baseado em: http://www.formatds.org/ubuntu/index.php?title=Xgl&oldid=1610#M.C3.A9todo_2._Alternando if ps -Af | grep -i -e "Xgl" > /dev/null; then killall gnome-window-decorator if ps -Af | grep -e "compiz.real" > /dev/null; then echo "Shutting Compiz Off" metacity --replace &
else echo "Turning Compiz On"
gnome-window-decorator & compiz --replace gconf &
fi else
echo "Xgl is not running... killing gnome-window-decorator and opening metacity" killall gnome-window-decorator metacity --replace &
fi Coloque o arquivo em alguma pasta onde seja prático executá-lo e torne-o executável (eu coloquei o meu na /usr/local/bin)
chmod a+x toggle-compiz.sh
Agora eu recomendo que você brinque um pouco com o gset-compiz, que está no seu Menu Principal > Acessórios > Gset-Compiz. Ative e desative os plugins e veja o que eles fazem. Deixe no final uma configuração funcionando para você poder testar os próximos passos. Se algo não funcionar, ou quebrar o seu Compiz, desative-o usando o script, volte para as configurações que funcionavam e reative-o novamente. Eu criei um botão no meu painel do Gnome para facilitar essas coisas. Criar uma seção para rodar o Xgl As fontes para esta seção são a 3 e 4 e contém informações sobre como fazer a mesma coisa que estamos fazendo aqui funcionar no KDE. Primeiro, vamos criar nosso script de inicialização do Xgl e deixá-lo executável:
touch /usr/bin/xgl-gnome.sh sudo chmod 755 /usr/bin/xgl-gnome.sh sudo gedit /usr/bin/xgl-gnome.sh
Agora copie o seguinte código no arquivo xgl-gnome.sh:
#!/bin/bash Xgl -fullscreen :1 -ac -accel glx:pbuffer -accel xv:fbo & sleep 2 && DISPLAY=:1 gnome-session
Novo arquivo:
touch /usr/share/xsessions/xgl.desktop sudo chmod 755 /usr/share/xsessions/xgl.desktop sudo gedit /usr/share/xsessions/xgl.desktop
E também copie no arquivo o seguinte código:
[Desktop Entry] Encoding=UTF-8 Name=Xgl-Gnome Comment=Start a cool Xgl Gnome Session Exec=/usr/bin/xgl-gnome.sh Icon= Type=Application
Agora quando você fizer logoff, na tela de logon você vai poder escolher um novo tipo de seção, a Xgl-Gnome! Enjoy. Agora duas soluções para problemas que podem acontecer: Ah!! minhas janelas estão sem bordas e não consigo clicar no que está em baixo! Ops, seu Compiz deu algum tipo de pau... o negócio é ativar um console (Ctrl+Alt+F1 por exemplo) e rodar o seguinte comando para substituir o Compiz pelo Metacity:
metacity --display=:1 --replace &
Você pode fazer isto a partir de um terminal no modo gráfico também, mas as vezes o seu terminal fica em baixo de outro, e sem gerenciador de janelas fica meio difícil você poder ver o que está fazendo, então apelar para o velho modo texto não é má idéia. Ativei um plugin e o Compiz parou de funcionar direito! Bom, isso acontece mesmo. O Compiz ainda é experimental, lembra? Então o negócio é usar o script de toggle para ativar o Metacity, desativar o plugin usando o gset-compiz e ativar o Compiz de novo. Referências: 1) Guia Dapper - Repositórios (via editar arquivo sources.list) 2) WineHQ - Download Deb (esta página ensina a adicionar repositórios via interface gráfica bonitinha, é só trocar o endereço do repositório)

26 01 2006
Uma coisa que me incomodava na versão 1.5 do Firefox: quando você escreve alguma coisa na barra de endereços, por exemplo firefox e aperta Ctrl+Enter, antigamente o browser completava o endereço pra você com www.firefox.com. Mas agora, desde a versão 1.5, estou foi traduzido, e o browser completa para www.firefox.com.br. Isso tem me incomodado um pouco, então fui atrás e descobri a "página" de configuração do Firefox.Digitando "about:config" na barra de endereços aparece na tela uma lista de configurações que se pode editar. Para mudar de volta aquela funcionalidade de completar com ".com", você deve alterar o valor da propriedade browser.fixup.alternate.suffix para ".com", ou qualquer outro final que você queira que seja adicionado quando você tecla Ctrl+Enter. Se estiver chato de achar a propriedade no meio de tantas, use o campo Localisar Nome para encontrar a propriedade. Falando nisso, o Internet Explorer também tem essa funcionalidade com o Ctrl+Enter, e o Firefox tem ainda outras: Shift+Enter adiciona um www. e um .net e Ctrl+Shift+Enter muda o endereço para .org.


Page delivered in 0.314369 seconds, 89 files included