"Varal" de fotos do meu quarto

24 06 2008

Na minha recente viagem a Manaus conheci a Gabi, com quem venho trocando uns e-mails sobre foto desde então. Ela me mandou uma foto de um Varal de Fotos que montou na casa dela, e pediu uma foto do meu. Eu não ia mandar, por que não estou muito feliz com ele ultimamente, mas dei uma fuçada no meu PC e achei o modelo POV que eu tinha usado para vizualizar como ia ficar antes de sair comprando o cabo e chapas. Fiquei tão surpreso com como ficou parecido, que resolvi tirar umas fotos e registrar como eu fiz o meu (incompleto) mural... vai que alguém aproveita as idéias!

Sendo educado, primeiro vou mostrar o varal da Gabi:

 

Agora, lado a lado, o mural hoje e o modelo que eu fiz a 4 anos atrás (para curiosos, o arquivo POV escrito a mão está aqui para renderizarem), para ver tamanhos das chapas. Notem que está faltando uma chapa comprida (clique nas fotos para ver comentários sobre o material):

Mural Modelo POV do Mural


Continuar lendo ""Varal" de fotos do meu quarto"


Manaus

27 05 2008

(este post foi escrito em Manaus, na sexta-feira passada por volta das 11 horas, horário local, mas só foi postado agora pois não tinha as fotos para ilustrá-lo)

Finalmente um pouco de tempo para escrever no Blog! Estou no aeroporto de Manaus, esperando meu vôo de volta para São Paulo (it's called mobility baby!). Foi uma viagem bastante proveitosa: fui mandado aqui para conhecer um fornecedor, consegui conhecer três, e ainda consegui um dia e meio para passear.

As pessoas não tinham me falado muito bem de Manaus. Todos diziam que é uma cidade feia, suja, mas acho que boa parte disso é por que as pessoas normalmente estão aqui a trabalho e não têm tempo de conhecer as partes para turistas. Não estou dizendo que a cidade seja um Rio de Janeiro em beleza, ou uma Curitiba em limpeza. Na verdade, em ambos os quesitos Manaus não ganha nem de São Paulo (o que não é muito lisonjeiro), mas se você procurar bem, assim como em São Paulo, vai encontrar muitos detalhes muito interessantes.

Peixes Frescos no Mercadão Improvisado

A passeio, o primeiro lugar que passei foi a região do Porto e Mercado Municipal (que infelizmente está em reformas). Como toda região central, é bem bagunçada, barulhenta e suja, mas tem ums prédios antigos bem interessantes. Depois d bater bastante perna e muitas fotos, subi até o Teatro Amazonas.

Teatro Amazonas

O Teatro merece um parágrafo à parte. Além de ser muito grande, suntuoso e bonito, é muito bem conservado e a visita guiada é muito explicativa. O Teatro é bastante alto, e foi construído no final do século XIX, no auge do ciclo da borracha em Manaus. Ele foi projetado para acolher as figuras ilustres da época, e apresentar as grandes obras, tanto de teatro como de música. Consegui, junto com uma recém conhecida fotógrafa paulistana, ingressos para a ópera da Noite. A peça era Maria Golovin, de Gian Carlo Menotti (famoso quem?), mas isso não importava muito, o legal foi estar naquele belíssimo teatro.

Encontro

No dia seguinte, fiz um passeio de agência turística chamado Encontro das Águas, pela Amazon Explorer. É um pouco caro, mas valeu bastante a pena. São 6 horas de passeio, incluindo ver o Encontro das Águas de barco (e uns botos-cor-de-rosa no caminho), depois ir ver vitórias régias, passeio de "canoa" com direito a visitar uma loja flutuante com animais silvestres (meio cruel na minha opinião). Depois ainda estava incluso um alomoço, com alguns peixes locais (tambaqui, pirarucu, etc...)

Preguiça

Finalmente, à noite, fui com outra recém conhecida amiga paulistana na Ponta Negra tomar um chopinho. É um lugar muito rico da cidade, que, quando o rio está baixo (não era o caso), tem uma praia. É sempre muito bom tomar um chopinho num calor como o que faz nessa cidade.

No fim das contas, acho que tive sorte, por que consegui conhecer bastante coisa (gastando um pouco mais que eu gostaria, infelizmente), e tirar muitas fotos, mas principalmente por que, nesses 3 dias que passei aqui, não choveu!

(PS: minha mãe sempre falou que a gente tem fases... agora estou em fase de fotos carregadas, alto contraste mesmo, e também de colocar adendos no que eu escrevo... vai entender)


Flickr? Play!

09 04 2008

O Flickr é um dos poucos sites de Conteúdo Gerado pelo Usuário que não sofre (ou sofre pouco) com problemas de vandalismo, trolls, miguxos e coisas do tipo. Parte do motivo é que os desenvolvedores tomam bastante cuidado para não sairem criando funcionalidades que saiam do escopo do site. Uma dessas funções, que era alvo de muitos rumores é a possibilidade de se colocar vídeos no Flickr. Bom, hoje os rumores pararam de existir: O Flickr acaba de lançar sua funcionalidade de vídeo (post original em inglês).

Não sou um fã de fazer vídeos, e também não sou um viciado em YouTube, e tinha bastante medo que o Flickr implantasse essa função (que eu não preciso) de qualquer jeito, e atraisse "usuários indesejados". Aparentemente não. Segundo o FAQ de vídeos, a idéia é que os usuários mandem vídeos pouco editados, mais como "fotos longas". Por enquanto, os vídeos serão limitados a 90 segundos, e só para usuários Pro (= pagantes), o que deve evitar totalmente que salsinhas esculhambem com o serviço.

E não é que, para um produto que eu achava que não ia usar, eu não acabei achando uma utilidade: aqui vai o primeiro filminho que coloquei no YouTube (mas que ficou esticado). Agora colocando ele no Flickr, consigo reunir todas as fotos e filmes do Safari da USP em um só lugar! (ok, não chega a ser tudo o que eu pedi aos céus, mas não custa nada além do que eu já pago...) Aqui vai, então, meu primeiro filme no Flickr:


Brincando e Aprendendo

23 02 2008

Como deve ter sido possivel perceber, ando lendo bastante sobre fotos, e ando bastante contente com o que estou aprendendo. Outro dia, no sítio, levei a companheira de viagens de plástico, e metal e vidro (e a de carne e osso também), e brinquei com algumas coisinhas novas.

Mis-focused attempt



Continuar lendo "Brincando e Aprendendo"


Gotas e Granulados

02 02 2008

Final de semana passado a Dê e eu fomos ao sítio, dar uma fugida da cidade e dar uma descansada. Levamos a câmera e, um pouco por falta de coisa melhor a fazer, um pouco por interesse mesmo, ficamos brincando de fotografar gotas d'água. Não é nada difícil quando você tem uma câmera digital, basicamente deixe uma torneira pingando, aperte e segure o botão: alguma gota vai acabar sendo congelada no meio do seu caminho para baixo.

Idealmente, você vai querer ter bastante luz para poder usar uma velocidade alta de obturador, mas se não tiver, pode ter resultados interessantes mesmo assim, até mesmo com flash.

Depois de voltar para casa (e passar um tempão selecionando as fotos) também resolvi encarar um problema que estava me incomodando com a nova câmera digital: não dá para por filme preto e branco nela! Claro, posso colocar ela no modo preto e branco, mas fico sempre com aquela coceira pensando que é um disperdicio, pois quem vai fazer essa conversão para P&B é a câmera, e eu não vou poder escolher quais cores serão realçadas, e quais não... Porém converter no computador é sem graça, por que não tem a surpresa de ter que tirar uma foto e só depois ver o que ela vai virar. Tudo bem, encarei e os resultados não foram ruins... tirando que não adianta: grãos em fotos digitais não são iguais a grãos de filmes...

Grainy Wet Tomato`

Para quem quiser saber mais sobre conversão para P&B de fotos digitais, este artigo do Epic Edits tem (literalmente) uma dúzia de jeitos de se fazer a conversão. Para ler sobre grãos em fotos, e a diferença entre "grãos digitais" (ruido) e os de filme, este artigo do adipap é bem legal (além de ter vários exemplos). Para fotos animais de gotas, essas duas buscas no flickr e a foto da Dê da mesma seção, e para umas mais modestas, minha tag gotas.

Defined tags for this entry: , ,

Gotas e Granulados

02 02 2008

Final de semana passado a Dê e eu fomos ao sítio, dar uma fugida da cidade e dar uma descansada. Levamos a câmera e, um pouco por falta de coisa melhor a fazer, um pouco por interesse mesmo, ficamos brincando de fotografar gotas d'água. Não é nada difícil quando você tem uma câmera digital, basicamente deixe uma torneira pingando, aperte e segure o botão: alguma gota vai acabar sendo congelada no meio do seu caminho para baixo.

Idealmente, você vai querer ter bastante luz para poder usar uma velocidade alta de obturador, mas se não tiver, pode ter resultados interessantes mesmo assim, até mesmo com flash.

Depois de voltar para casa (e passar um tempão selecionando as fotos) também resolvi encarar um problema que estava me incomodando com a nova câmera digital: não dá para por filme preto e branco nela! Claro, posso colocar ela no modo preto e branco, mas fico sempre com aquela coceira pensando que é um desperdicio, pois quem vai fazer essa conversão para P&B é a câmera, e eu não vou poder escolher quais cores serão realçadas, e quais não... Porém converter no computador é sem graça, por que não tem a surpresa de ter que tirar uma foto e só depois ver o que ela vai virar. Tudo bem, encarei e os resultados não foram ruins... tirando que não adianta: grãos em fotos digitais não são iguais a grãos de filmes...

Grainy Wet Tomato`

Para quem quiser saber mais sobre conversão para P&B de fotos digitais, este artigo do Epic Edits tem (literalmente) uma dúzia de jeitos de se fazer a conversão. Para ler sobre grãos em fotos, e a diferença entre "grãos digitais" (ruido) e os de filme, este artigo do adipap é bem legal (além de ter vários exemplos). Para fotos animais de gotas, essas duas buscas no flickr e a foto da Dê da mesma seção, e para umas mais modestas, minha tag gotas.

Defined tags for this entry: , ,

Filtro de Céu Azul

09 01 2008

Cheguei esta semana da Viagem à Chapada Diamantina, e agora chegou a deliciosa hora de escolher e brincar com as fotos tiradas. Uma das coisas mais legais que eu levei para a Viagem (além, é claro, do meu bebê), foi um acessório para a câmera: um Filtro Polarizador.

Céu Azul, sem Photoshop - Blue Sky, no Photoshop (by Pedro Angelini)

Filtros são discos que você coloca na frente da sua lente e que modificam a luz antes de ela entrar na câmera (que não precisa ser em uma SLR, mas a maioria deles tem roscas prontas para se colcar em lentes de câmeras 35mm). Existem filtros coloridos, de densidade neutra (que basicamente escurecem a cena), entre vários outros, mas o que o Filtro Polarizador faz é deixar passar somente (ou na maior parte) luz polarizada em uma única direção.

Legal, mas o que isso faz na prática? Bom, basicamente eu usei para deixar o céu mais azul.

Vejam as duas fotos acima: ok, a da direita foi um pouco mais exposta, mas reparem no contraste das núvens no canto direito. A da esquerda foi tirara com o filtro na posição que mais faz efeito e a da direita em uma posição que fazia menos efeito.

O céu estava muito azul naquele dia, mas muitas vezes é difícil acertar a exposição de forma a reproduzir o céu azul e deixar o seu sujeito bem iluminado. O filtro polarizador filtra muito pouca luz refletida em objetos opacos (tipo eu, nessa foto), mas filtra muita luz refletida na água das gotículas transparentes no céu, assim você consegue reproduzir melhor o que o seus olhos vêem.

A Wikipedia tem um artigo em espanhol muito bom (que comecei a traduzir), e no site Great Landscape Photography tem um artigo legal também para quem quiser entender como o filtro funciona e ver mais exemplos.

Defined tags for this entry: , , , ,

Mais Noturnas

22 12 2007

Na semana passada tive a chance de juntar 3 coisas que adoro: prédio alto, Av. Paulista e Fotografia. Ok, sei que estou ficando um pouco repetitivo com estes temas, mas tem coisa melhor?

Aqui vão alguns dos resultados (o set completo está aqui, junto com fotos do Natal Paulistano):

Paulista de Cima (by Pedro Angelini)
Vista de trás do prédio, olhando para o Centro

Paulista de Cima (by Pedro Angelini) Paulista de Cima (by Pedro Angelini)
Tiradas do Terraço prédio onde eu trabalho :-)

Paulista de Cima (by Pedro Angelini)


Finalmente, a que eu mais gostei de todas!


Dicas para Fotos de luzes e Enfeites de Natal

12 12 2007

Pelo segundo ano consecutivo saí à caça de fotografias de luzes de natal e enfeites pela Paulista. Este ano tive uma certa decepção com o resultado das minhas fotos. Acho que as do ano passado ficaram melhores.

Natal 2007 - Na frente da FIESP

Então, o que foi que eu fiz melhor em 2006 que não fiz em 2007? Aqui vão algumas dicas tiradas deste artigo do ADIDAP e da minha própria (má) experiência:

  • Confie na sua câmera. Se ela está dizendo que a foto vai sair escura ou tremida, acredite. Murphy está sempre por perto. 
  • Evite Flash. Em geral, o fundo das suas fotos vai estar longe (estamos pensando em enfeites de natal nas ruas) e pouco iluminado, então o flah vai iluminar só o que estiver perto, e seu sujeito vai parecer uma montagem. Existe um jeito de usar o flash com resultados melhores que é....
  • Opção Slow Syncro, ou algo que o valha. O que ela faz é bater o flash, mas deixar o obturador aberto um pouco mais de tempo. Dessa forma, você pega um pouco da luz ambiente. Cuidado pois, como sempre, obturador mais tempo aberto = mais chance de tremer a foto. O que nos leva à boa e velha técnica de...
    . Merry Christmas .
  • Use o Timer da sua Câmera. Quando você aperta o botão, por mais leve que seus dedinhos sejam, você balança sua câmera. Uma ótima ideia é usar ativar o timer da câmera, apertar o botão e continuar ali, segurando a câmera. Respire lentamente e espere a câmera fazer o trabalho dela. Se tudo der certo, deve reduzir bastante o tremido das fotos.
  • Use um Tripé. Sim, é chato ficar andando com o tripé por aí, mas se você gosta de tirar fotos nas ruas como eu, muitas vezes é a única opção.
  • Aumente o ISO. ISO é a sensibilidade do filme (ou sensor). Tanto em máquinas digitais quanto nas de filme, você pode aumentar o ISO, ou via uma opção da máquina, ou indo até a Conselheiro Crispiniano (se você mora aqui em São Paulo), e comprando um filme mais sensível. O maior ISO que encontrei esse final de semana foi 800, mas sei que existem filmes com ISO 1600.
    Mas cuidado: quanto mais ISO, mais suas fotos vão ficar granuladas (filmes) ou com ruido cromático (digitais).
  • Chegue perto. Encha a foto com ornamentos e enfeites! Eles são brilhantes e coloridos!
    Red Christmas (by krisdecurtis)
  • Experimente! Normalmente quanto mais você fotografa, melhores ficam suas fotos.

Só as minhas que, parece, não ficam melhores... ou talvez eu esteja ficando mais chato, porque afinal de contas, aquela foto ali em cima acabou sendo publicada no Sampaist um dia depois de ser colocada no ar!

Fotos por Denise e krisdecurtis

Defined tags for this entry: , , , , ,

Spinners & Saints

11 12 2007

Tenho um post bem grande, respeitável e interessante (espero) para postar, faltando apenas colocar as ilutrações, mas isso aqui vale a pena:

number 2 spins

Spinners & Saints é, segundo sua própria descrição, um grupo do Flickr "dedicado a retratos de pessoas atingindo altos níveis de momento angular orbital" (ou, em outras palavras, girando).

spinning the photographer like a record...

Encontrado via Photojojo

Defined tags for this entry: , , , ,


Page delivered in 0.372112 seconds, 89 files included