Jundiaí

05 09 2010

Os amigos mais próximos estão acompanhando essa história, mas é um fato bastante relevante, e vale a pena passar uma meia hora de fretado para descrever e registrar a situação. Hoje é o terceiro dia de trabalho em Jundiaí. A área de Materiais inteira (mais ou menos umas 60 pessoas) foi relocada. Do ponto de vista de negócio faz todo o sentido do mundo: na Paulista nós estávamos longe dos nossos clientes internos e dos nossos fornecedores.

Agora é aqui que eu trabalho

Claro que do ponto de vista pessoal, a história é outra. Eu aumentei minha locomoção diária total de 1h/dia para 4h/dia, e passei a acordar duas horas antes, e chegar 2h depois em casa, trabalhando mais ou menos 1h a menos num dia sussa.

O ambiente na fábrica é muito acolhedor, e os esquemas de transporte não são ruins (estou pegando um fretado), mas a distância complica as coisas, principalmente meu curso de pós, e outros cursos que venham depois. Mas tudo isso eu já sabia quando decidi ficar na Itautec e vir para a Fábrica... Então quais foram os argumentos que me convenceram?

O primeiro grupo de argumentos é o "Itautec é bom": gosto de trabalhar na Itautec, e estou com projetos bem interessantes, perspectivas de trabalhar um tempo na China, etc. O segundo é "Não é tão ruim assim": dormir pouco nunca foi problema para mim, e o horário que eu chego em casa não está muito longe do que eu já chegava. Com um pouco de imaginação, estou preenchendo o tempo "inútil" do fretado fazendo coisas para mim (como escrever no blog e ler)

Mas acho que o principal argumento é o seguinte: não faz sentido para a carreira que eu quero ter, sair de um emprego por conta de ser relocado. Imagina eu fazendo entrevista para uma multinacional, e perguntando das chances de ser enviado para outro país, mas respondendo que saí do meu emprego anterior por que era muito longe! É fácil, na hora de tomar a decisão, esquecer que uma das coisas mais importantes em uma carreira é a consistência das suas decisões. Estive olhando uns CVs para contratar mais uma pessoa para a minha área, e salta muito aos olhos quando a pessoa não tem um caminho que faz sentido... Dá a impressão que tem algo de errado no jeito que a pessoa decide, e ninguém quer ter um funcionário errático na equipe.

Bom, o negócio agora é ir para as cabeças!

Defined tags for this entry: , , , ,

Breve sobre indústria pelo mundo

22 02 2009

industrial remains (by extranoise)

 

O boston.com frequentemente publica galerias de fotos muito legais, em grande formato e bem escolhidas. A última é sobre trabalho.

Uma coisa que me chamou atenção é que muitas dessas fotos de fábricas e pessoas produzindo e trabalhando são tiradas na China ou na Índia. Ok, não era de se surpreender, são os dois países mais populosos do mundo, e provavelmente onde o maior número de pessoas trabalha em fábricas. Mas o que mais me chamou atenção foi o fato entre fotos de fábricas (teoricamente uma amostra quase aleatória), as tiradas na China o trabalho é menos degradante das tiradas na Índia. Difícil afirmar que isto é um fato a partir dessas fotos, mas é um insight interessante… Palavras do próprio autor da coletânea:

By collecting these disparate photos over the past few months, I found that a global portrait emerged of we humans producing things.

Bom, divagações a parte, gosto muito de conhecer fábricas e queria que fosse mais fácil fotografá-las. Na maioria é terminantemente proibido até se entrar com uma câmera. Bom, também queria que estas fotos do boston.com fossem Creative Commons para poder publicá-las aqui, mas fazer o que, né?

foto por extranoise

Defined tags for this entry: , , ,

Updates

14 02 2009

Este começo de ano está prometendo. Em ordem cronológica:

10

Vou continuar a Iniciação Científica que comecei no terceiro ano da facul e tinha ficado meio (ok, minha parte totalmente) abandonada. É na área de informática aplicada à oftalmologia, e envolve umas imagens de fundo de olho como esta na ilustração. Vai ser muito bom para retomar contatos, voltar um pouco ao mundo acadêmico e voltar a programar um pouco.

Arena de Évora (by zone41)

Não, não vou para a Espanha (nem pra Barretos). Vou voltar ao curso de espanhol.

Sunset of Taipei (by Matthew Fang)

A trabalho, vou para Taipei – Taiwan! Por volta de 72h de vôo/conexões para a ida e volta, para passar uma semana visitando fornecedores e fazendo reuniões… espero que dê tempo para passear um pouco também (apesar de que só a parte de trabalho já vai ser muito interessante).

your body is a wonderland..... (by Graceº)

Floripa – A Dê e eu vamos para lá em um dos feriados de Abril (aliás, vocês repararam como abril está cheio de feriados?). Não conheço, mas dizem que tem praias lindas e mulheres igualmente bonitas. Vou dirigindo levar mais uma para embelezar o local temporariamente. Aliás, neste tópico, a Dê vai passar o resto da semana por lá pois conseguiu publicar seu trabalho de fim de curso da Pós em um Congresso. Parabéns pequena! (mais sobre esta viagem no deep em breve)

Zidane (by Kaptain Kobold)

França e Itália em Maio – A Dê e eu conseguimos tirar férias no mesmo mês este ano. Uma oportunidade única para fazermos aquela mega viagem que a maioria dos casais quer fazer: França e Itália. Uma palavra para entender a ilustração: Zidane. (essa viagem já tem alguma coisa no GoPlanit, e em breve vai ter muitos detalhes no deep)

Suits (vertical) (by Austin Tolin)

Pós-graduação no segundo semestre. Muito provavelmente CEAG na GV… ainda não muito bem definido pois é muito caro, mas acho que está na hora de parar de bundar e ir estudar alguma coisa, né?

Tudo isso me deixa bem animado, pois no ano passado eu estava me sentindo meio inútil, só fazendo um curso de espanhol duas vezes por semana… Agora é cuidar para não fazer overbooking de atividades.

fotos do Flickr por zone41, Matthew Fang, Graceº, Kaptain Kobold e Austin Tolin


Batch Posting

29 10 2008

Fazer trabalhos em batelada é interessante por que você consegue otimizar, e cortar "overhead". Não exatamente por isso (na verdade mais por que estou acumulando), vou pegar alguns assuntos que estou querendo postar a um tempo, e fazer um post só:

Gadgets de fotografia

Com essa crise toda (já já falo dela), não ando nem um pouco afim de gastar dinheiro, mas o consumista recatado em mim anda pensando em alguns gadgets para fotografia:

  • GPS logger - um aparelhinho que vai marcando por onde você andou em um intervalo de tempo predefinido, depois, em casa, você pode sincronizar suas fotos com ele e elas ficam automagicamente geotaged. Hoje estou de olho no Amod GPS Photo Data Logger.

  • Lentes usadas - eu já andei procurando lentes usadas na 7 de abril quando estava procurando o presente da Dê, e não achei o que queria. Mas depois de ler esse post do Photojojo, percebi como eu estava focando mal: o negócio das lentes usadas é procurar lentes Prime sem autofoco... dessa forma você paga pouco (são lentes antigas) e compra ótimo material (para esse tipo de lente, o que interessa é a óptica). Claro que você tem que tomar cuidados, mas acho que vale um passeio no centro de novo (quando a dor no bolso passar).
  • Flash Externo - ainda nem assinei o feed do Strobist, que um blog sobre iluminação "off-camera", mas o assunto me interessa, e eu queria experimentar. Bom acho que esse vai ter que esperar.

Relacionados a trabalho

Na Itautec ando trabalhando com uma das minhas responsabilidades mais interessantes que é pesquisar novos fornecedores. É uma tarefa interessante por que me obriga a ficar atento a novas tecnologias, e entender desse ramo que está sempre mudando. Dois assuntos que me chamaram atenção ultimamente são:

  • Carteira Digital - na minha opinião, uma idéia muito melhor do que o ULA (Um Laptop por Aluno), que tevem uma licitação mal sucedida no final do ano passado, esse sistema é uma mesa de sala de aula, com um micro inserido na própria mesa. Além de ser potencialmente mais barato que um conjunto Carteira Normal + Laptop Tosco, por que não teria bateria, rede sem fio, pode usar componentes maiores (de desktop, em vez de note), é mais fácil de deixar robusto, etc, tem a grande vantagem técnica/comercial de não ser facilmente tirado da sala de aula e não ter valor de venda no caso de roubo, e a vantagem pedagógica de não ser um obstáculo entre o aluno e o professor. Uma ótima idéia que até agora parece estar sendo levada a sério.

  

  • Displays de LCDs - Esta apresentação da 3M explica em um nível de detalhe interessante o funcionamento e características dos painéis que são a realidade dos displays de hoje
  • Touch Panels - Não tenho links para estes, e a tecnologia não é nova, mas está definitivamente se tornando um hype, principalmente os com multi-touch. Em breve na sua casa!

Aleatórios

  • Photosynth - Aquel serviço experimental muito legal da Microsoft agora permite que usuários montem seus próprios "Synths". Estou louco para testar.
  • Inserir livros em posts - interessante, pode ser útil

stats flickr

  • Fotos no Flickr - inseri as fotos do último Safari no Flickr, e agora ando mais ativo, promovendo mais minhas fotos. O legal é que a promoção funciona! Agora preciso começar a comentar mais nas fotos dos outros :-)
  • Crise Econômica - A crise anda causando alguns problemas no trabalho, e dificultando meus planos de viagem. Anda também sendo um bom motivo para muitas leituras (ando "shareando" várias delas no Google Reader)

fotos por funadium, exfordy

Defined tags for this entry: , , , , , , , , , , ,

Você quis dizer o quê?!

31 08 2008

Trabalhar com compra na área de eletrônicos te faz ter contato com empresas de muitos lugares do mundo, principalmente da China. Eu gosto bastante desses contatos e negociações, mas uma coisa que eu não gosto é ter que lidar com endereços na China.

Tente procurar um endereço chinês no Google Maps e você vai entender o que eu quero dizer...

Defined tags for this entry: , , ,

umidade

20 05 2008

Edit: Peço desculpas aos leitores pelo erro ortográfico causado por uma confusão interlingual, por sua vez causada pelo alto grau de sono ao escrever este artigo. Pelo desconforto visual, me desculpem

Edit 2: Este post acaba de ser considerado uma calamidade pública em hortografia. Terá palavras grafadas erronedas de purpósito para dispestar um pouco, e também porque acabo de lembrar que umidade não se escreve com h em nenhuma língua que eu conheço!

Edit 2 (adendo) Nota mental: revisar outro post escrito em Manaus ANTES de postar

Estou, neste exato momento, sentado num quarto de hotel, em Manaus, escrevendo este post. Isto explica, em partes o fato de não ter postado nos últimos dias: viajei na quinta-feira passada para Curitiba (bate e volta) e agora estou aqui, então é de se imaginar a correria.


Manaus é uma cidade humida. Todos os lugares fechados que você vai tem ar condicionado, mas não deixam de ser humidos. Fora, é pior ainda: parece que você está nadando.

Tirando este fato, a cidade até agora não me impressionou, nem positiva, nem negativamente. Não andei muito: cheguei ontem de madrugada (a vista da cidade de dentro do avião à noite é, ela sim, linda) e hoje fiz duas visitas a fornecedores, portanto não passeei muito.

Uma coisa que é engraçada aqui é que a cidade vive de indústria. No meio da rua você ouve pessoas comentando sobre fábricas, nomes de grandes empresas, processos produtivos, etc. Da mesma forma que em São Paulo todo mundo comenta sobre congestionamentos, aqui o assunto é tal fábrica que vai mal, a outra que alugou um galpão maior... vai entender.

Bom, ainda não peguei chuva, e espero que não pegue amanhã, pois tenho planos de andar a pé e fotografar à tarde.

Foto por maratimba

Edit 3: PS: Maldito post que ainda por cima estragou minha formatação... bom parece que agora corrigi

Defined tags for this entry: , ,

Be-cá-pe

17 03 2008

Back Up Stuff!O Compilação anda meio parado, não? Parte do motivo deste hiato é que a mais ou menos exatamente sete dias, todos os computadores da empresa do meu pai foram roubados, e eu sou o help-desk de lá. Todos os dados deles que não estavam em e-mails foram junto com o servidor, que tinha uma redundância de HDs para evitar perdas de dados (ingenuidade nossa, de achar que o únic risco era HD falhando).

O fato é que passei parte da semana (que já não foi tranqüila no trabalho) instalando máquinas à noite, ou se não pesquisando soluções para que isso não aconteça de novo (não o roubo, a perda de dados). Neste segundo tópico, eu tinha cogitado algumas alternativas. Para dar uma idéia melhor, estamos falando de mais ou menos 40GB de dados importantes (daqui a algum tempo, agora eles tem quase nada), todos centralizados em um servidor. As alternativas são:

  • Montar um servidor fora da empresa, para backup dos dados - algo como uma máquina velha 100% do tempo ligada, rodando um Linux enxuto com um servidor FTP ligado
  • Comprar um HD externo que seria retirado da empresa no fim de cada dia por um dos sócios
  • Usar (contratar) um serviço online de Storage.

Por eliminação , ficamos com a última, pois a primeira requer muita manutenção e o up-time (ou falta dele) do servidor pode ser um problema. A segunda não funcionaria bem num lugar onde as pessoas tem horários flexíveis e às vezes trabalham de casa.

Portanto, fui Googlear algumas alternativas de Armazenamento Online. Eis o que chamou minha atenção, em serviços grátis:

  • Locaweb - 20 MB grátis, até 10GB num preço razoavel - transferência mensal igual a 50x o espaço de armazemanento. Diferencial: WebDAV, que permitiria que as pessoas do escritório usassem elas mesmas os arquivos guardados em caso de necessidade (sem precisar explicar como acessar a interface web); outro diferencial: é a Locaweb, que vem nos atendendo muito bem a muito tempo no plano de hosting.
  • VMN Storage - 1GB de espaço grátis, não fala a transferência. Tem tudo o que eu precisaria (incluindo programa de Backup), tirando espaço o suficiente. Daria para levar por um tempo, mas existem os dois abaixo:
  • MediaMax - 25GB de espaço grátis com gerenciador de backups. Problema 1: só 1GB de download mensal. Se algo acontecer, tenho duas opções: racionar a recuperação de dados (e demorar 25 meses para reaver tudo!) ou pagar por um plano maior que tenha mais download (US$ 9,95 por o de 25GB de download mensal). Problema 2: na versão grátis, o maior arquivo que se pode mandar é de 10MB
  • ADrive - 50GB de espaço grátis (Yei!). Problemão: o único jeito de fazer upload é via web (java = lento), e ele não tem deixa você mandar mais de 1000 arquivos por vez... isso mata qualquer um que tenha que fazer upload de qualquer 100 MB de arquivinhos de 5 kB. O pessoal do ADrive promete para breve um programa desktop para resolver isso.

Scrubbing the platters

Provavelmente vou ficar com o MediaMax, mas não poderei usar o serviço grátis... vou ter que pagar US$ 44,95 / ano, o que não é nenhum absurdo perto do prospecto de perder tudo de novo.

Agora estou pensando se pago o mesmo serviço para os meus dados aqui do PC de casa. Eles estão totalmente desprotegidos, e andei lendo alguns artigos engraçados e perturbadores da Ontrack, que todo ano solta os 10 mais estranhos trabalhos de recuperação de dados que eles resolveram (links para o de 2004, 2005 e 2006).

Defined tags for this entry: , , ,

Nova Estratégia

13 09 2007

Estou abandonando uma estratégia de trabalho que teve bons resultados no ano passado e começo desse ano, a de sentar para fazer o que eu tenho que fazer sem distrações de nenhuma forma.

Estou aqui, blogando com os arquivos de um trabalho de Gerenciamento de Operações Industriais aberto, ouvindo música e no MSN e GTalk, programas que eu não uso faz muito tempo. A idéia é deixar o trabalho menos parrudo, e ter mais vontade (ou menos falta de vontade) para fazê-lo.

° a l a r m °

Eu percebi que estou fazendo isso meio inconscientemente no trabalho, agora que estou mais enturmado com o pessoal de lá. São mais conversas, mais piadinhas, e o trabalho está saindo razoavelmente bem, mesmo nessa semana que eu estou cansado e dormindo pouco. Vamos ver se dá certo. Como o objetivo não é fazer as coisas mais rápido, é ter mais vontade de fazê-las, acho que só vou descobrir daqui a um tempo. Mas é isso que faz essa mudança ser estratégica, e não operacional :-)

foto por ° d i + m a r s °

Defined tags for this entry: , ,

Mais (in)Produtividade

11 09 2007

Esse é um assunto que vem crescendo nas minhas divagações diárias. Talvez porque, vira e mexe, alguma coisa faz com que um dia, uma semana, e as vezes até um mês não rendam. Sabe, aqueles dias que você acorda atrasado, não produz nada, sai mais tarde deixando trabalho por fazer e ainda chega em casa cansado.

Bom, nem todos os dias improdutivos são catastrofes, tem dias que você só está distraido, e justamente nesse dia o telefone resolve tocar a cada meia hora (15 min de conversa + 15 para você lembrar o que estava fazendo, tomar uma água, ouvir uma piada do seu vizinho, e o telefone toca de novo).

Essa semana começou cheia de coisas pessoais para eu fazer (muito trabalho para a Facul) e produtividade baixa... ainda bem que o bixo não está pegando no trabalho.

O negócio é abusar das 2do lists e checklists...

bomb threat checklist

foto por riebschlager

Defined tags for this entry: , ,

Produtividade

20 08 2007

Essa eu aprendi quando trabalhava no BNP. Lá nós desenvolvíamos, entre outras coisas, uma planílha gigante, com diversas informações sobre um dado investimento. Era um projeto razoavelmente grande para uma equipe de três pessoas (duas e meia, na verdade, porque eu estava aprendendo).
Trabalhávamos constantemente em versões diferentes, e muitas vezes os três ao mesmo tempo. Para organizar este trabalho, o pessoal de lá usava um sistema que chamávamos de Change Log.

galveston island

Basicamente, ia se escrevendo num mesmo arquivo o que era feito por cada um, com datas e comentários. É um sistema comum para programadores, que geralmente lidam pelo mesmo problema. Um de nós era o "dono" do Log, o que significava que só ele atualizava o arquivo (um doc, com uma tabelinha simples), enquanto cada um de nós trabalhava nas suas cópias da planilha. Quando uma tarefa estava pronta, a pessoa que a tinha executado a integrava na mais nova versão da planilha, levando em conta as últimas atualizações anotadas no Log.

Moby Log

No Log também ficavam anotadas tarefas para as próximas versões, com suas prioriadas (Alta, média ou baixa). Mantínhamos também um controle de versão, salvando cada uma das etapas principais para poder voltar atrás. Obviamente a data e o número da versão eram registrados no Log para cada mudança que fazíamos.

Mas uma vantagem desse sistema que não vemos sempre, é a de aumentar sua produtividade para tarefas longas e chatas. Eu já li diversos jeitos de se manter produtivo, e se forçar a trabalhar. Um deles era ter um calendário gigante na sua sala de jantar, onde você marcava um grande X vermelho cada dia que você trabalhava: a idéia era você se motivar com a quantidade de vermelho e não querer deixar buracos. Esta técnica para mim, que não dou a última palavra sobre a decoração da minha sala de jantar, nem tenho grandes tendências obsessivo-compulsivas de deixar o calendário sem buracos, não funciona.
Por isso, para esse tipo de trabalho, que exige dedicação, eu monto um chage-log. Muitas vezes, quando sei que tenho que fazer o trabalho, mas não consigo, releio o Change-Log. Pode até ser, nesse momento que isso não me anime a trabalhar, mas muitas vezes encontro erros, repenso o projeto, ou seja, faço uma parte importante de qualquer projeto, enquanto meu cérebro relaxa pensando que estou, na verdade, enrolando e não trabalhando.

Procrastinadores organizados podem, sim, serem eficientes!

OBS: esse é um post que eu tinha escrito no dia 27 de julho... me faltavam as fotos ilustrativas, e empurrei com a barriga... dá pra ver que não uso Change Log para o Compilação, né?

Fotos galveston island por jillhudgins e Moby Log por ricmcarthur

Defined tags for this entry: , , ,


Page delivered in 0.30044 seconds, 89 files included