Nova Estratégia

13 09 2007

Estou abandonando uma estratégia de trabalho que teve bons resultados no ano passado e começo desse ano, a de sentar para fazer o que eu tenho que fazer sem distrações de nenhuma forma.

Estou aqui, blogando com os arquivos de um trabalho de Gerenciamento de Operações Industriais aberto, ouvindo música e no MSN e GTalk, programas que eu não uso faz muito tempo. A idéia é deixar o trabalho menos parrudo, e ter mais vontade (ou menos falta de vontade) para fazê-lo.

° a l a r m °

Eu percebi que estou fazendo isso meio inconscientemente no trabalho, agora que estou mais enturmado com o pessoal de lá. São mais conversas, mais piadinhas, e o trabalho está saindo razoavelmente bem, mesmo nessa semana que eu estou cansado e dormindo pouco. Vamos ver se dá certo. Como o objetivo não é fazer as coisas mais rápido, é ter mais vontade de fazê-las, acho que só vou descobrir daqui a um tempo. Mas é isso que faz essa mudança ser estratégica, e não operacional :-)

foto por ° d i + m a r s °

Defined tags for this entry: , ,

Mais (in)Produtividade

11 09 2007

Esse é um assunto que vem crescendo nas minhas divagações diárias. Talvez porque, vira e mexe, alguma coisa faz com que um dia, uma semana, e as vezes até um mês não rendam. Sabe, aqueles dias que você acorda atrasado, não produz nada, sai mais tarde deixando trabalho por fazer e ainda chega em casa cansado.

Bom, nem todos os dias improdutivos são catastrofes, tem dias que você só está distraido, e justamente nesse dia o telefone resolve tocar a cada meia hora (15 min de conversa + 15 para você lembrar o que estava fazendo, tomar uma água, ouvir uma piada do seu vizinho, e o telefone toca de novo).

Essa semana começou cheia de coisas pessoais para eu fazer (muito trabalho para a Facul) e produtividade baixa... ainda bem que o bixo não está pegando no trabalho.

O negócio é abusar das 2do lists e checklists...

bomb threat checklist

foto por riebschlager

Defined tags for this entry: , ,

Produtividade

20 08 2007

Essa eu aprendi quando trabalhava no BNP. Lá nós desenvolvíamos, entre outras coisas, uma planílha gigante, com diversas informações sobre um dado investimento. Era um projeto razoavelmente grande para uma equipe de três pessoas (duas e meia, na verdade, porque eu estava aprendendo).
Trabalhávamos constantemente em versões diferentes, e muitas vezes os três ao mesmo tempo. Para organizar este trabalho, o pessoal de lá usava um sistema que chamávamos de Change Log.

galveston island

Basicamente, ia se escrevendo num mesmo arquivo o que era feito por cada um, com datas e comentários. É um sistema comum para programadores, que geralmente lidam pelo mesmo problema. Um de nós era o "dono" do Log, o que significava que só ele atualizava o arquivo (um doc, com uma tabelinha simples), enquanto cada um de nós trabalhava nas suas cópias da planilha. Quando uma tarefa estava pronta, a pessoa que a tinha executado a integrava na mais nova versão da planilha, levando em conta as últimas atualizações anotadas no Log.

Moby Log

No Log também ficavam anotadas tarefas para as próximas versões, com suas prioriadas (Alta, média ou baixa). Mantínhamos também um controle de versão, salvando cada uma das etapas principais para poder voltar atrás. Obviamente a data e o número da versão eram registrados no Log para cada mudança que fazíamos.

Mas uma vantagem desse sistema que não vemos sempre, é a de aumentar sua produtividade para tarefas longas e chatas. Eu já li diversos jeitos de se manter produtivo, e se forçar a trabalhar. Um deles era ter um calendário gigante na sua sala de jantar, onde você marcava um grande X vermelho cada dia que você trabalhava: a idéia era você se motivar com a quantidade de vermelho e não querer deixar buracos. Esta técnica para mim, que não dou a última palavra sobre a decoração da minha sala de jantar, nem tenho grandes tendências obsessivo-compulsivas de deixar o calendário sem buracos, não funciona.
Por isso, para esse tipo de trabalho, que exige dedicação, eu monto um chage-log. Muitas vezes, quando sei que tenho que fazer o trabalho, mas não consigo, releio o Change-Log. Pode até ser, nesse momento que isso não me anime a trabalhar, mas muitas vezes encontro erros, repenso o projeto, ou seja, faço uma parte importante de qualquer projeto, enquanto meu cérebro relaxa pensando que estou, na verdade, enrolando e não trabalhando.

Procrastinadores organizados podem, sim, serem eficientes!

OBS: esse é um post que eu tinha escrito no dia 27 de julho... me faltavam as fotos ilustrativas, e empurrei com a barriga... dá pra ver que não uso Change Log para o Compilação, né?

Fotos galveston island por jillhudgins e Moby Log por ricmcarthur

Defined tags for this entry: , , ,


Page delivered in 0.201726 seconds, 89 files included