China 2 - O Retorno

08 05 2010

Ilha de HK

 

Mais ou menos um mês atrás eu estava voltando da China. Foi minha segunda viagem, e definitivamente melhor que a primeira. Também consegui escrever mais, um pouco graças ao smartphone, principalmente em tantas cidades com wifi de graça, mas também por estar muito menos perdido que da primeira vez. Aqui vai o que passou pela cabeça nesses 4 dias de voo e 5 de pés no chão em solo asiático. Acho que na próxima vou tentar postar enquanto ando… não tinha percebido que eu escrevia tanto até jogar todos os arquivinhos no mesmo post :-)

 


Continuar lendo "China 2 - O Retorno"


Uma semana e tanto na Ilha Formosa

15 04 2009

(este post já tem mais de uma semana de escrito, mas demorei um pouco para acabar de editá-lo e ilustrá-lo, para o deleite visual do leitor)

No momento, estou de volta a uma sala de embarque no Aeroporto Internacional de Narita, depois de algumas horas num 767 vindo de Taipei. Tenho pela frente mais uma hora de chão, e depois umas vinte e tantas horas de vôo + aeroporto de NY, com direito a passar pelo raio-X de novo, e lá nos EUA, que é o mais chato do mundo (tem que tirar sapato, cinto, jaqueta, etc…).

JAL (by Pedro Angelini)
é… uma grande parte da viagem foi entre asas desse tipo…

A semana foi muito boa, tanto na parte de trabalho, quanto culturalmente. Taipei é uma cidade muito gostosa de se passear, e os habitantes são muito educados e organizado. No primeiro dia que eu estava lá, dei uma boa andada por perto do hotel, mas sem muitas aventuras (tirando me perder por achar que o hotel estava em um lugar do mapa, sendo que ele estava em outro). Uma coisa que chama atenção é a quantidade de scooters que os chineses têm, e que ficam estacionadas nas calçadas. Uma outra coisa que você percebe logo é que as ruas tem nomes escritos em caracteres latinos (eles dizem que o nome está escrito “em inglês”, mas a não ser que Nanging queira dizer alguma coisa para a Rainha da Inglaterra, eu diria que está escrito em chinês).

Voltei para o hotel lá pelas 3h da tarde, e esperimentei o real significado de jet-lag: um sono daqueles que te deixa meio zumbi. Felizmente, quando sentei na cama para ver um pouco de tv, acertei o despertador, se não tinha perdido o coquetel de abertura do evento que participei.

Nos dias seguintes, tive várias reuniões com fornecedores taiwaneses, sempre muito gentis e atenciosos. Um deles me levou para conhecer o Taipei 101, o maior prédio de Taiwan, e o segundo maior do mundo, que é bem divertido. Infelizmente eu não estava com a minha câmera… Também fui junto com o Henrique, um brasileiro que também estava participando do evento, em no Night Market de Shihlin. É uma experiência bem interessante, com muitas coisas diferentes para se ver, mas ir sem um nativo não é tão legal, por que é muito difícil você criar coragem de comer a comida.

Meu último dia inteiro em Taipei foi sábado. Aí sim tive chance de passear:

Sun Yat-Sen Memorial Garden (by Pedro Angelini) Taipei 101 (by Pedro Angelini) Chiang Kai Shek Memorial Portal (by Pedro Angelini) Chiang Kai Shek Memorial (by Pedro Angelini) Taiwan Presidential Palace (by Pedro Angelini) National Palace Museum (by Pedro Angelini)
dessa vez resolvi inovar e faço comentários e conto as histórias nas fotos no Flickr

No final do dia, a Demi, que é uma fornecedora da Itautec, mas com quem eu nunca trabalhei diretamente, me pegou no hotel para irmos em um Night Market mais perto do centro. O objetivo era comer comida típica (“but not too spicy Demi, please”), e comprar souvenires.

Comida foi a coisa mais complicada em Formosa (que é o nome dado pelos portugueses quando conheceram a ilha de Taiwan). Não é só o cheiro de um dos tofus deles que, para nós ocidentais cheira mal, é também que, quando você olha a para a comida pronta, você não faz idéia se a origem é vegetal, animal ou mineral… além disso, nos night markets eles vendem todo tipo de iguarias que não se come no dia-a-dia, incluindo mas não se limitando a: pescoço de pato, pé de galinha, pedaços irreconhecíveis de algum animal incógnito, frutas (legumes?) que você nunca viu na vida, etc.

Mas, você poderia dizer, ok, é só ir em um restaurante, certo? Errado. Chineses tem um costume muito legal de fazerem os pedidos juntos e compartilharem a comida, que é servida em vários pratinhos no meio da mesa e os comensais vão pegando. O problema disso, é que você não tem nos menus algo como o nosso “prato executivo”, ou “menu do dia”, que você pede uma coisa, e come a sua comida. E, apesar de entenderem alguma coisa de inglês, e saberem distinguir quando você está pedindo a conta ou pedindo mais chá, os garçons não conseguem te explicar direito o que é cada comida, ou te dar uma sugestão de que pedir (talvez inclusive por que as pessoas lá são, em geral, bastante tímidas). Isso pode causar algumas situações chatas, equivalentes a alguém entrar em um restaurante no Brasil, pedir uma cesta de pão, comer um pouco com ketchup, pedir a conta e sair… Não me perguntem, leiam aqui.

Bom, mas voltanto ao Night Market, olhem só o que eu comi por lá.

Oister Omelete (by Pedro Angelini) Squid Noodle Soup (by Pedro Angelini) Squid Noodle Soup (by Pedro Angelini)
Chinese Food (by Pedro Angelini) More Chinese Food (by Pedro Angelini) Chinese food (by Pedro Angelini) Night Market (by Pedro Angelini)
primeira linha: coisas que eu comi, segunda: coisas que não arrisquei

Ah, outra dificuldade é lembrar os nomes em Chinês, o que as vezes faz você se sentir um analfabeto com problemas de memória de curta duração, e te impede de conseguir pedir de novo quando você acerta (ou contar para os amigos o nome daquela fruta gostosa que você comeu, apesar de ter perguntado 5 vezes para a sua amiga taiwanesa).

Defined tags for this entry: ,

Updates

14 02 2009

Este começo de ano está prometendo. Em ordem cronológica:

10

Vou continuar a Iniciação Científica que comecei no terceiro ano da facul e tinha ficado meio (ok, minha parte totalmente) abandonada. É na área de informática aplicada à oftalmologia, e envolve umas imagens de fundo de olho como esta na ilustração. Vai ser muito bom para retomar contatos, voltar um pouco ao mundo acadêmico e voltar a programar um pouco.

Arena de Évora (by zone41)

Não, não vou para a Espanha (nem pra Barretos). Vou voltar ao curso de espanhol.

Sunset of Taipei (by Matthew Fang)

A trabalho, vou para Taipei – Taiwan! Por volta de 72h de vôo/conexões para a ida e volta, para passar uma semana visitando fornecedores e fazendo reuniões… espero que dê tempo para passear um pouco também (apesar de que só a parte de trabalho já vai ser muito interessante).

your body is a wonderland..... (by Graceº)

Floripa – A Dê e eu vamos para lá em um dos feriados de Abril (aliás, vocês repararam como abril está cheio de feriados?). Não conheço, mas dizem que tem praias lindas e mulheres igualmente bonitas. Vou dirigindo levar mais uma para embelezar o local temporariamente. Aliás, neste tópico, a Dê vai passar o resto da semana por lá pois conseguiu publicar seu trabalho de fim de curso da Pós em um Congresso. Parabéns pequena! (mais sobre esta viagem no deep em breve)

Zidane (by Kaptain Kobold)

França e Itália em Maio – A Dê e eu conseguimos tirar férias no mesmo mês este ano. Uma oportunidade única para fazermos aquela mega viagem que a maioria dos casais quer fazer: França e Itália. Uma palavra para entender a ilustração: Zidane. (essa viagem já tem alguma coisa no GoPlanit, e em breve vai ter muitos detalhes no deep)

Suits (vertical) (by Austin Tolin)

Pós-graduação no segundo semestre. Muito provavelmente CEAG na GV… ainda não muito bem definido pois é muito caro, mas acho que está na hora de parar de bundar e ir estudar alguma coisa, né?

Tudo isso me deixa bem animado, pois no ano passado eu estava me sentindo meio inútil, só fazendo um curso de espanhol duas vezes por semana… Agora é cuidar para não fazer overbooking de atividades.

fotos do Flickr por zone41, Matthew Fang, Graceº, Kaptain Kobold e Austin Tolin


Retrospectiva 2008

27 12 2008

Ano passado não fiz retrospectiva: o final de 2007 foi muito agitado, com o final da faculdade, e a Viagem à Chapada Diamantina. É uma pena, por que reler retrospectivas é bem legal (estou relendo a de 2006).

Bom, 2008 foi um ano meio incremental… isto quer dizer que não fiz nada radicalmente novo, mas refiz várias coisas, de maneira melhor ou mais intensa.

  • Comecei o ano longe de São Paulo, doente depois de ter comido uma pizza com Bacon
  • Rodei uns 2.500 km em alguns dias para voltar para São Paulo
  • Passei de novo pelo Rio, e ainda não conheci a cidade direito
  • Comecei a trabalhar com carteira assinada pela primeira vez
  • Tirei muitas fotos, escrevi bastante sobre elas
  • Fotografei o centro de São Paulo à noite com amigos na Virada Cultural
  • Comi bastante comida Japonesa
  • Senti um terremoto (isso foi legal, quero de novo!)
  • Viajei a trabalho para Manaus, e passei alguns dias como turista
  • Conheci duas pessoas com quem a única conexão foi estar na mesma cidade sozinhos no mesmo momento
  • Comecei a usar o Twitter (eu que achava esse negócio uma boabagem, e agora sou viciado)
  • Visitei exposição de fotos
  • Cozinhei bastante, na maioria das vezes junto com a Dê
  • Fiz rapel e rafting em Brotas
  • Organizei mais um Safari pelo centro de São Paulo (mais ousado que o anterior)
  • Comprei lentes macro de presente (pensando agora, acho que é o presente mais caro que já dei para alguém, e estou muito feliz com isso)
  • Fui em um show da Dave Matthews Band e vi que eles são tudo isso que se fala (ou seja, vale a pena mudar planos de viagem para ver um show deles quando eu for para os EUA)
  • Acabei um curso de língua
  • Viajei a Buenos Aires a passeio em um feriado por lá
  • Meu chefe pediu demissão
  • Comprei um computador de marca
  • Trabalhei demais, tomei muito pouca cerveja com meus amigos
  • Fiz Chocolate com Bacon junto com o Thiago – e ficou muito bom!

Happy new year 2008-1 (by Matthew Fang)

Algumas coisas terão que mudar no ano que vem, e vou começar desde cedo em 2009 a trabalhá-las.

  • Preciso ver mais meus amigos, e fazer laços mais profundos com o pessoal do trabalho
  • Tomar mais cerveja (diretamente relacionado com o acima)
  • Fotografar mais, mas principalmente, colocar as fotos mais rápido na internet
  • Viajar mais, fazendo viagens mais econômicas para fazê-las mais vezes
  • Comer mais salmão (ok, eu comi um monte de salmão esse ano, mas peixe deixa você inteligente)
  • No trabalho, focar mais na minha carreira
  • Voltar a estudar

Bom, aproveitando a deixa então, Feliz Ano Novo para todos os leitores, e um ótimo 2009!

foto por Matthew Fang

Defined tags for this entry: , , , , , ,

umidade

20 05 2008

Edit: Peço desculpas aos leitores pelo erro ortográfico causado por uma confusão interlingual, por sua vez causada pelo alto grau de sono ao escrever este artigo. Pelo desconforto visual, me desculpem

Edit 2: Este post acaba de ser considerado uma calamidade pública em hortografia. Terá palavras grafadas erronedas de purpósito para dispestar um pouco, e também porque acabo de lembrar que umidade não se escreve com h em nenhuma língua que eu conheço!

Edit 2 (adendo) Nota mental: revisar outro post escrito em Manaus ANTES de postar

Estou, neste exato momento, sentado num quarto de hotel, em Manaus, escrevendo este post. Isto explica, em partes o fato de não ter postado nos últimos dias: viajei na quinta-feira passada para Curitiba (bate e volta) e agora estou aqui, então é de se imaginar a correria.


Manaus é uma cidade humida. Todos os lugares fechados que você vai tem ar condicionado, mas não deixam de ser humidos. Fora, é pior ainda: parece que você está nadando.

Tirando este fato, a cidade até agora não me impressionou, nem positiva, nem negativamente. Não andei muito: cheguei ontem de madrugada (a vista da cidade de dentro do avião à noite é, ela sim, linda) e hoje fiz duas visitas a fornecedores, portanto não passeei muito.

Uma coisa que é engraçada aqui é que a cidade vive de indústria. No meio da rua você ouve pessoas comentando sobre fábricas, nomes de grandes empresas, processos produtivos, etc. Da mesma forma que em São Paulo todo mundo comenta sobre congestionamentos, aqui o assunto é tal fábrica que vai mal, a outra que alugou um galpão maior... vai entender.

Bom, ainda não peguei chuva, e espero que não pegue amanhã, pois tenho planos de andar a pé e fotografar à tarde.

Foto por maratimba

Edit 3: PS: Maldito post que ainda por cima estragou minha formatação... bom parece que agora corrigi

Defined tags for this entry: , ,

São Paulo em 36 horas

15 10 2007

Não, não são 36 horas de trânsito infernal na volta do feriado (eu sei, poderia ser). 36 Hours in São Paulo é um artigo do caderno de Viagem do New York Times que encontrei lendo os feeds do Sampaist.

MASP
"asdas"

É um bom roteiro para um final de semana (começando na sexta à tarde). Pode ser útil se você tiver que mostrar a cidade para alguém em pouco tempo, ou para planejar seu próximo final de semana. Mas o mais legal mesmo, são as descrições, que eu achei bem objetivas e justas. Às vezes é meio chato ouvir de um gringo algumas coisas, como o fato da cidade ter muitos fios elétricos, ou que o Parque da Luz era uma área cheia de drogados, mas não posso deixar de concordar.

Para dar um gostinho, fica uma citação:

6 p.m.
2) FOAMY BREW

The quality of a bar in São Paulo is measured in large part by its chopp (SHO-pee), the Brazilian-style draft beer. And the pouring process is as much an art for Brazilians as Guinness-pouring is to the Irish. The undisputed chopp masters can be found at Bar Léo (Rua Aurora, 100; 55-11-3221-0247; www.barleo.com.br), a German-themed joint in the city's gritty center. To test the barman's skills, ask for a leitinho (lay-CHEEN-yo), all head and no beer. It may sound crazy to the foam-phobic American beer guzzler, but the all-head beer is so creamy, you may just become a convert.

Artigo Original: New York Times - Travel

Foto por . : MaWa : .

Defined tags for this entry: , , ,

Paranapiacaba

17 07 2007
"Olá pessoal,
Estou organizando mais um "evento alternativo". Dessa vez para pouca gente, apesar que vocês podem convidar quem quiserem. O evento é o 7º Festival de Inverno de Paranapiacaba. O festival em si acontecerá do dia 14 ao dia 29. Eu e a Dê vamos no dia 14, passar o dia inteiro na vila, assistir a alguns shows, passear, fotografar e quem sabe fazer um piquenique na hora do almoço.

Para quem não conhece, Paranapiacaba é uma antiga vila operária no alto da Serra do Mar, onde se fazia (e ainda faz) a mudança de trem das cargas que vão para o Porto de Santos, para trens que podem descer a Serra. É uma parte do município de Santo André, isolada, no meio das montanhas, construida pelos ingleses que implantaram a via férrea (com direito a casa de chá e tudo mais). Para chegar, o mais legal é pegar um trem da estação Brás (se não me engano) e fazer uma baldeação grátis no final da linha.

O passeio deve ser bem barato (basicamente o preço de duas passagens de trem metropolitano - 2 x R$ 2,30, e o que gastarmos lá) e a Vila é muito fotogênica, e no fim da tarde, nessa época do ano desce uma neblina que dá pra cortar com faca.

Acho que deu pra convencer, né? Repassem para as namoradas, e vamos passear no sábado!
Anexo está a programação de shows do festival. Estamos pensando em ver a Ithamara Koorax (cantora de jazz), o Tom Zé e/ou a Banda Mantiqueira (Big Band), mas provavelmente não dará para ver todos. A entrada para estes é a doação de um agasalho.

Abraços,

Pedro"

Este foi o convite para um passeio que fiz com a Dê e um casal de bons amigos, a Camila e o Doug. Tirei fotos com filme Tri-X (como no passeio pela Juréia no começo do ano) e ainda não revelei porque, não é qualquer lugar que revela, e depois de revelado ainda terei de passar boas horas no photoshop brincando com elas até estarem boas para postar.

Tenho algumas que tirei com a máquina digital da Dê, e vou escrever um post no deep assim que tiver mais coisa para mostrar. Fiquem de olho.

Chegando

(essa não é exatamente de Paranapiacaba, mas da estação na qual se desce - antes de pegar um ônibus - para chegar lá: Rio Grande da Serra)

Enquanto isso: mais algumas fotinhos da vila, que é muito legal

Vila de Paranapiacaba Bridge to heaven Wagon


fotos por Diego_3336 e Marcio Ruiz
Defined tags for this entry: , , , , ,


Page delivered in 0.27082 seconds, 89 files included