Photosynth... nice!

27 06 2010

image

Eu já havia falado do Photosynth lá atrás, quando ele ainda era experimental, e já tinha até feito um e nem me lembrava mais. De repente, hoje, quando fui fazer uma panorâmica usando o meu ICE (Image Composite Editor), que é uma ferramentinha da Microsoft que se integra no Live Photo Gallery, ele me sugeriu de enviar as fotos para o Photosynth. “Por que não?”, pensei. Bom, aí está o resultado, e abaixo o meu primeiro Synth, que é “featured”.

Pensando bem, acho que vou fazer um do Teatro Municipal de Manaus que também tirei várias fotos :-)

(o synth de ilustração se chama Rotterdam, Steam,Cruise,Ship,Outside,Bridge e é do Nathanael)

Defined tags for this entry: , , ,

Oh nine, Eff Nine

05 05 2007

Alguns dos meus leitores não fazem parte da media "geek" (ou nerd, é só um termo mais bonitinho), então talvez não tenham visto o que aconteceu esse semana. O Digg, um site onde você pode colocar links para artigos que você achar interessantes, após receber uma "cartinha" da AACS LA, representante das grandes gravadoras, removeu diversos links para sites que continham esse pedaço de código:

09 F9 11 02 9D 74 E3 5B D8 41 56 C5 63 56 88 C0

E o que é esse código? É uma chave de criptografia usada na codificação de HD-DVDs, que torna possível copiar os discos. Usar ou divulgar essa chave é ilegal nos EUA, segundo este artigo do MediaShift (que aliás é um ótimo site para quem se interessa em como os meios de comunicação estão evoluindo).

O que os usuários fizeram? Coisas como isto, isto, musiquinhas, um grupo no flickr, ou até uma versão Star Wars do código!

 09 F9 11 02 9D 74 E3 5B D8 41 56 C5 63 56 88 C0 (by pedro.custodio)

Uma verdadeira comoção, que se espalhou além do Digg, e fez com que o site se "rendesse" aos usuários e parasse de deletar o conteúdo ilegal.

A mídia impressa americana também noticiou o "evento", mas aqui no Brasil, até agora só vi alguns posts em blogs.

Muitos "conservadores" argumentam que os usuários e formadores de opinião devem começar a tomar cuidado com esse tipo de manifestação (reparem que o artigo do MediaShift não inclui o código), e talvez até se auto-censurarem: algo como não filmar o cara que invade o campo pelado para ele não ter a publicidade do fiofó grátis.

Outros argumentam que a indústria de mídia é decadente, e que se apega desesperadamente em legislações antiquadas para tentar salvar seu patrimônio intelectual. Por isto, segundo eles, esse tipo de manifestação se tornará cada vez mais comum, até que as leis de propriedade intelectual (nesse caso, no sentido de Copyright) sejam mudadas e permitam cópia entre usuários de uma rede.

Minha opinião está mais com o segundo grupo, mas com alguns poréns. O primeiro é que eu não acho que a indústria fonográfica e de mídia "convencional" vá para o buraco por causa da Internet. Ao mesmo tempo que a Sony inventa um novo sistema de proteção de músicas para seus mp3 players, ela deve ter pelo menos um belo time de advogados, um de marqueteiros e um de engenheiros quebrando a cabeça para descobrir como faturar alto nesse novo mundo. E não se enganem: eles vão descobrir, e muito provavelmente antes dos outros, pois têm recursos.

Outra coisa é que as leis devem mudar sim. A situação, como está é bastante insustentável. Não é possível manter um sistema onde qualquer juiz ou legislador tem, se não dentro de casa, na casa do irmão, primo ou vizinho, um contraventor. A Lei Seca americana é um exemplo disso.

Mas enquanto esse futuro não chega, eu continuo baixando músicas na Internet (sim, você não), e também comprando CDs nas lojas. Me parecem duas coisas bastante civilizadas de se fazer.

Defined tags for this entry: , , , , ,


Page delivered in 0.217981 seconds, 89 files included